Abkházia ordena destruir navios georgianos que entrem em suas águas

Moscou/Tbilisi, 2 set (EFE).- O presidente da região georgiana separatista da Abkházia, Serguei Bagapsh, afirmou hoje que suas forças navais destruirão os navios da Geórgia que violem nossa fronteira marítima.

EFE |

"Dei ordens a nossas forças navais que destruam os navios georgianos que violem a fronteira marítima da Abkházia", disse Bagapsh em declarações à agência russa "Interfax".

A Abkházia, da mesma forma que Ossétia do Sul, outra região separatista da Geórgia, é reconhecida como Estado independente só pela Rússia e Nicarágua.

O líder explicou que sua decisão obedece às "incessantes ações de pirataria por parte da Geórgia".

"Quero ressaltar que se trata de ações exclusivamente das nossas forças navais. Para resolver este assunto não se recorre nem se recorrerá às forças navais da Rússia", especificou Bagapsh.

O porta-voz do Ministério do Interior da Geórgia, Shota Utiashvili, disse hoje à agência Efe que as declarações do líder separatista "obedecem ao ditado dos russos".

"Da mesma forma que antes, vamos deter a todos os navios que se dirijam à Abkházia sem passar pelos controles da alfândega da Geórgia", enfatizou.

Durante esse ano, a guarda-costeira georgiana deteve quatro navios que se dirigiam à Abkházia sem submeter-se ao controle alfandegário georgiano.

Na segunda-feira passada, a Justiça georgiana condenou a 24 anos de prisão por contrabando ao capitão do petroleiro turco com bandeira panamenha "Buket", Mehmet Ozturk, que se dirigia a um porto da Abkházia. EFE bsi-mv/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG