Tbilisi, 12 mai (EFE).- Os separatistas da Abkházia afirmaram que derrubaram hoje outros dois aviões espiões georgianos não tripulados, no total de sete que tinham penetrado em seu território nos últimos dois meses.

O ministro da Defesa da Abkházia, Merab Kishmaria, anunciou a queda do primeiro avião à agência russa "Itar-Tass" no início da tarde, e uma hora depois seu adjunto, Garry Kuplaba, informou sobre a segunda aeronave abatida.

Kuplaba afirmou que os dois aviões foram derrubados pelas forças da Abkházia com foguetes terra-ar após terem entrado no espaço aéreo da região separatista.

Fontes da administração do presidente da Abkházia, Serguei Bagapsh, confirmaram a queda de dois aviões e acrescentaram que seus destroços estavam sendo procurados.

No entanto, fontes do Ministério do Interior da Geórgia desmentiram as afirmações dos separatistas e declaram à imprensa que os aviões espiões não tinham sobrevoado a Abkházia hoje.

Os separatistas da Abkházia informaram sobre quedas de aviões espiões não tripulados georgianos nos dias 18 de março, 20 de abril, 4 de maio - dois em apenas um dia -, e no último dia 8, apesar de Tbilisi não reconhecer a perda de tantas aeronaves.

Recentemente, o presidente georgiano, Mikhail Saakashvili, se mostrou disposto a assinar com as regiões separatistas da Abkházia e da Ossétia do Sul acordos de não agressão, caso se modifique o atual formato das forças de interposição entre os dois territórios.

A Abkházia, que rompeu laços com a Geórgia após uma sangrenta guerra (1992-1993) na qual contou com ajuda da Rússia, pediu ao Kremlin e à comunidade internacional para reconhecerem sua independência. EFE mv/wr/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.