Abkházia acusa Geórgia de reativar o terrorismo em regiões separatistas

Moscou, 25 set (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores da Abkházia, Serguei Shamba, culpou hoje os serviços secretos georgianos de reativar as ações terroristas contra essa região separatista e também contra a Ossétia do Sul.

EFE |

"A Geórgia nunca as suspendeu, e agora está reativando. Estamos há 15 anos chamando a atenção sobre o fato de que a Geórgia representa uma ameaça terrorista", disse Shamba, em alusão às explosões registradas hoje em Sukhumi e Tskhinvali, capital da Abkházia e da Ossétia do Sul, respectivamente.

Afirmou que já conhece "esse tipo de explosão, obra dos serviços especiais georgianos", segundo a agência russa "Interfax".

Acrescentou que Sukhumi não tem dúvida alguma de que estas explosões foram organizadas a partir de fora e ressaltou que "simplesmente não existem motivos internos para atos terroristas".

Horas antes, foi informado sobre a explosão de um carro-bomba, estacionado entre os edifícios do Serviço de Segurança e o Ministério do Interior da Abkházia, em Sukhumi, sem deixar feridos ou mortos.

"A força da explosão foi tão forte que me jogou contra a parede", disse um policial que estava de serviço.

No entanto, o Ministério do Interior da Ossétia do Sul informou sobre a morte de um adolescente de 13 anos, Atsamaz Dzagoev, em uma explosão na localidade de Gudzhabaur, nos arredores de Tskhinvali.

O jovem encontrou um pacote e, ao levantá-lo do chão, aconteceu uma explosão que o matou, disse um porta-voz ministerial.

Uma porta-voz oficial do Governo da Ossétia do Sul confirmou a morte do jovem, e também disse que, após a primeira explosão, ocorreram outras duas. EFE egw/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG