Abdulmutallab era um jovem educado, segundo decano britânico

O nigeriano Umar Farouk Abdulmutallab, acusado de tentar explodir um avião em pleno voo entre Amsterdam e Detroit, era um jovem de boas maneiras, de fala calma, polido e educado, revelou nesta segunda-feira o decano da University College London (UCL), Malcolm Grant.

AFP |

Segundo Grant, o jovem Abdulmutallab cursou engenharia mecânica na UCL entre 2005 e 2008, e durante este período "jamais causou problemas aos professores". "Ficamos profundamente chocados" com estas notícias.

Malcolm Grant destacou que a "colaboração entre o departamento (de engenharia mecânica) e Abdulmutallab terminou em junho de 2008, quando concluiu o curso".

"O departamento, como a UCL, admite estudantes em função de suas capacidades, e não por critérios políticos, raciais ou religiosos".

Segundo a imprensa britânica, o jovem nigeriano não conseguiu renovar seu visto de estudante na Grã-Bretanha porque o estabelecimento onde pretendia fazer um novo curso foi considerado fictício.

Umar Faruk Abdulmutallab, um muçulmano de 23 anos oriundo do norte da Nigéria e filho de um conhecido banqueiro local, tentou explodir na noite de Natal um avião que chegava a Detroit procedente de Amsterdam.

tha/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG