fraude maciça nas eleições afegãs - Mundo - iG" /

Abdullah denuncia fraude maciça nas eleições afegãs

Cabul, 17 set (EFE).- O candidato à Presidência afegã Abdullah Abdullah denunciou hoje novamente uma fraude maciça nas eleições de 20 de agosto, cujos resultados preliminares dão a maioria absoluta ao atual presidente, Hamid Karzai.

EFE |

Abdullah descartou também, caso se confirme sua derrota, que venha a fazer parte de um futuro Governo liderado por Karzai, como lhe tinha oferecido o presidente durante o processo eleitoral.

Em declarações publicadas pelo site do grupo proprietário da rede "Tolo TV", Abdullah insistiu em que as eleições presidenciais registraram uma "fraude maciça".

Ao contrário, Karzai ofereceu uma entrevista coletiva hoje na qual disse que a fraude "não foi tão grande como disse a imprensa".

Segundo a missão de observadores da União Europeia (UE), que supervisionou o pleito, foram registrados 1,5 milhão de votos "suspeitos" de serem fraudulentos, 1,1 milhão deles favoráveis a Karzai.

Tanto Abdullah quanto o terceiro candidato mais votado, o deputado hazara Ramazan Bashardost, denunciaram ao longo do processo eleitoral uma fraude generalizada para que Karzai ultrapasse a barreira dos 50% necessários para evitar um segundo turno. EFE lo-amp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG