Abbas se nega a começar do zero nas negociações com Israel

O presidente palestino, Mahmud Abbas, se recusa a voltar ao zero nas negociações de paz quando for estabelecido o novo governo de Israel, depois das eleições legislativas de 10 de fevereiro.

AFP |

"Está descartado que voltemos ao beco sem saída", declarou Abbas à imprensa na cidade de Ramallah, após um encontro com o chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov.

"Qualquer futuro diálogo entre nós e Israel deve ser precedido por um cessar total da colonização, a suspensão dos postos de controle e o retorno das forças israelenses a sua posição anterior a 28 de setembro de 2000", acrescentou, em uma referência ao início da Intifada.

"Se a colonização não cessar, qualquer negociação será fútil e inútil", completou.

Com o apoio dos partidos de direita, o líder do Likud Benjamin Netanyahu tem praticamente garantida a chance de comandar o próximo governo de Israel.

Netanyahu se opõe à criação de um Estado palestino soberano, tema central das negociações de paz israelense-palestinas desde a retomada das mesmas em 2007.

bur-ezz/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG