Abbas reitera que não negocia enquanto construção nas colônias continuar

Ramala, 22 jan (EFE).- O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, reiterou hoje ao enviado especial dos Estados Unidos para o Oriente Médio, George Mitchell, que não voltará às negociações com Israel enquanto este país não suspender a construção nos assentamentos de forma completa.

EFE |

"As negociações não podem ser retomadas sem um congelamento da construção", disse Abbas a Mitchell durante a reunião entre ambos hoje em Ramala, segundo o negociador-chefe palestino, Saeb Erekat.

Em entrevista coletiva concedida depois do encontro, Erekat explicou que o "principal tema da conversa que tiveram é que não pode haver negociações sem o congelamento dos assentamentos".

Com isso, Abbas expressava a vontade do Conselho Revolucionário do partido Fatah, que se reuniu ontem em Ramala e referendou uma postura palestina que os EUA procuram anular há meses para poder retomar o processo de paz, interrompido desde o final de 2008.

O congelamento das construções nos assentamentos foi posta como condição pelos palestinos depois que o direitista Benjamin Netanyahu assumiu como primeiro-ministro em Israel em março do ano passado.

Por pressões dos EUA e da UE, Netanyahu baixou uma moratória de dez meses na construção nas colônias, mas excluiu milhares de imóveis que já estavam em construção e deixou de fora Jerusalém Oriental, o que, para a ANP, invalida a medida.

Mitchell visitou Ramala hoje após uma rodada de diálogo nesta quinta-feira com as autoridades israelenses, em meio a um ambiente de desânimo pela estagnação no processo de paz e a falta de perspectivas quanto a sua retomada nos próximos meses. EFE nm-elb/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG