Abbas quer que Oriente Médio seja zona desnuclearizada

Roma, 11 jul (EFE) - O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, disse hoje em Roma ser favorável a que o Oriente Médio seja uma zona isenta de armas nucleares. Ele fez as declarações na entrevista coletiva posterior a um encontro com o presidente do Governo italiano, Silvio Berlusconi, e após ser questionado sobre o tema nuclear na zona depois dos testes com mísseis realizados pelo Irã. Sobre o processo de paz entre Israel e os territórios palestinos, Berlusconi disse que a Itália está disposta a colaborar para que conclua rapidamente e de maneira positiva. Berlusconi se mostrou otimista com a possibilidade de que se alcance esse acordo e que ele seja definitivo. O chefe do Governo italiano acrescentou que esse acordo nunca esteve tão próximo como agora, devido à categoria de Abbas e Ehud Olmert (o primeiro-ministro israelense). Reiterei ao presidente da ANP e a seus colaboradores nossa decidida vontade de ajudar no processo de paz e de continuar apoiando economicamente o povo palestino, ressaltou Berlusconi. Ele acrescentou que durante a recente cúpula do Grupo dos Oitos (G8, sete nações mais ricas do mundo e a Rússia) no Japão, o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, demonstrou otimismo com a possibilidade de um resultado positivo até o fim do mandato, no final de ano.

EFE |

Berlusconi manifestou que o processo de paz não só diz respeito a palestinos e israelenses, mas também "a todos os que vivem no Mediterrâneo".

Segundo Abbas, para alcançar um acordo rapidamente "é necessária a comunidade internacional".

Durante sua estadia em Roma, ele se reuniu com o chefe de Estado, Giorgio Napolitano; com o prefeito de Roma, Gianni Alemanno, e com o ex-primeiro-ministro Romano Prodi.

Amanhã, se reunirá com o líder da oposição, Walter Veltroni, do Partido Democrata. EFE jl/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG