Abbas insiste na realização de eleições

Ramala, 26 ago (EFE).- O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP) e líder da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), Mahmoud Abbas, insistiu na necessidade de realizar eleições na Faixa de Gaza e na Cisjordânia, na abertura hoje da reunião do Conselho Nacional Palestino.

EFE |

"Trabalharemos para que aconteçam eleições, a fim de acabar com a disputa (entre Fatah e Hamas) e manter nosso projeto nacional", disse Abbas, no primeiro dos dois dias do encontro, no qual serão escolhidos seis novos membros do Comitê Executivo da OLP.

O movimento islâmico Hamas, que controla Gaza, rejeita convocar eleições - previstas para uma data ainda a ser determinada, antes de janeiro de 2010 - sem ter resolvido antes seu conflito com o Fatah, liderado por Abbas.

"Os que sequestraram a Faixa de Gaza não sequestrarão também a democracia, nem nos arrebatarão a confiança nela", disse Abbas aos cerca de 300 participantes da conferência, em referência à tomada do citado território pelo Hamas, em junho de 2007.

Abbas também se referiu ao conflito com Israel para ressaltar que só aceitará a criação de um Estado palestino "no território da Palestina, nem mais nem menos que isso", em alusão a Gaza, Cisjordânia e Jerusalém Oriental, as fronteiras anteriores à Guerra dos Seis Dias de 1967.

Os membros do Conselho Nacional Palestino - o Parlamento da OLP - devem escolher hoje por votação seis (de um total de 18) novos integrantes do Comitê Executivo, principal órgão de decisão da organização.

A OLP representa o povo palestino e reúne as principais facções, com exceção do Hamas e da Jihad Islâmica.

A escolha, secreta e para ocupar vagas de líderes falecidos, é a primeira nas quatro décadas de história da OLP, pois, até agora, o Comitê Executivo decidia seus membros de forma interna, violando sua própria carta de fundação.

No entanto, as facções já decidiram ontem à noite os seis nomes que renovarão o Comitê: Saeb Erekat, Ahmed Qorei, Ahmad Majdalani, Saleh Rafat, Ziad Abu Amre e Hanna Amira, segundo fontes do Conselho Nacional Palestino. EFE nm-sar-ap/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG