Abbas estabelece condições para diálogo com Hamas

CAIRO (Reuters) - O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, disse neste domingo que o diálogo com os rivais do grupo Hamas é impossível, a não ser que eles reconheçam a supremacia da Organização para a Libertação da Palestina. Agora nós dizemos... não há nenhum diálogo com aqueles que rejeitam a Organização para a Libertação da Palestina, disse Abbas, em entrevista coletiva, no Cairo, capital do Egito.

Reuters |

"Eles devem admitir sem equívoco ou ambiguidade que a organização é a única representante do povo palestino. Então haverá diálogo", acrescentou, Abbas, cujo partido Fatah é adversário político do Hamas.

Também neste domingo, um morteiro lançado da Faixa de Gaza, que é controlada pelo Hamas, feriu um soldado israelense e um civil no sul de Israel, de acordo com o serviço de resgates Magen David Adom.

O civil foi o primeiro a ser ferido por um morteiro palestino desde que um frágil cessar-fogo passou a vigorar há duas semanas. No final de dezembro, Israel lançou uma ofensiva contra o Hamas que resultou na morte de 1.300 palestinos em Gaza.

(Reportagem de Alaa Shahine)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG