Abbas espera que Moscou receba conferência de paz sobre Oriente Médio

Moscou, 17 abr (EFE).- O líder palestino, Mahmoud Abbas, expressou hoje sua esperança de que Moscou receba em junho uma conferência de paz sobre o Oriente Médio.

EFE |

"O tema principal da minha visita são as conversas sobre a possível realização em junho deste ano de uma conferência de paz em Moscou", assinalou Abbas durante um discurso no Instituto Estatal de Relações Internacionais de Moscou, onde foi investido doutor 'honoris causa'.

O líder palestino ressaltou a "grande importância" deste encontro que, segundo disse, poderia "salvar o processo de paz" no Oriente Médio, informaram as agências russas.

Às vésperas da visita, Abbas assegurou que a conferência de Moscou serviria de impulso para o processo de paz e seria uma continuação da realizada em novembro do ano passado na base militar americana de Annapolis.

Israel e a Autoridade Nacional Palestina (ANP) se comprometeram em Annapolis a retomar as negociações com o objetivo de alcançar um acordo de paz antes do final de 2008.

No entanto, Abbas declarou que "agora já reaparecem as barreiras que impedem a realização dos compromissos alcançados em Annapolis".

"O ritmo e grau do êxito nas conversas não garantem que os objetivos fixados serão alcançados no prazo estabelecido", acrescentou.

Além disso, assinalou que para que exista uma trégua, as duas partes devem dar o passo necessário.

"O lançamento de foguetes e as operações militares têm muito a ver", afirmou Abbas, que propôs um "imediato cessar-fogo".

Segundo o líder palestino, os últimos eventos em Gaza e o agravamento da situação demonstram que "é preciso encontrar uma solução urgente".

O líder palestino se reunirá hoje com o chefe do Tribunal de Contas da Rússia, Serguei Stepashin, e o patriarca de Moscou, Alexei II, com quem já se encontrou em mais de uma ocasião.

Durante sua visita, Abbas também se reunirá com o ministro de Exteriores russo, Serguei Lavrov, com quem abordará a concessão de ajuda humanitária para aliviar a situação da população nos territórios ocupados.

O líder da ANP quer que a Rússia participe ativamente da conferência de doadores que acontecerá em Belém (Cisjordânia), em meados de maio.

Abbas, que visitou a Rússia em julho do ano passado, chegou ontem a Moscou procedente da Jordânia, e viajará em seguida aos Estados Unidos, onde se reunirá com o presidente George W. Bush. EFE egw/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG