Abbas e Zapatero consideram que o momento é chave para o Oriente Médio

O presidente palestino, Mahmud Abbas, e o chefe de governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, consideraram que os próximos dias serão um momento-chave para decidir se haverá uma reunião tripartite sobre o Oriente Médio, durante encontro nesta quarta-feira em Madri .

AFP |

Esta informação, que se refere ao encontro entre o presidente palestino, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e o presidente americano, Barack Obama, foi dada por uma fonte da presidência espanhola à AFP.

O ministro espanhol de Assuntos Exteriores, Miguel Angel Moratinos, que participou no encontro, disse a Abbas que a partir de segunda-feira viajará para o Oriente Médio, onde se reunirá com o enviado americano para a região, George Mitchell, e com responsáveis israelenses e palestinos, acrescentaram as fontes.

Abbas reiterou que o congelamento da coalizão judia na Cisjordânia ocupada é uma "condição sine qua non" para a realização desta reunião, segundo a mesma fonte.

Se Israel aceitar, o encontro pode ser realizado no fim de setembro em Nova York, paralelamente à assembléia geral da ONU.

Israel se nega, por enquanto, a deter a colonização, e Netanyahu não tem a intenção de fazer nada a respeito, afirmou um de seis ministros, Yossi Peled, citado nesta quarta-feira pelo jornal Jérusalem Post.

"Eu escutei com meus próprios ouvidos o primeiro-ministro dizer que não tinha a intenção de congelar a construção dos assentamentos ou em Jerusalém", declarou Peled, ministro sem carteira, durante um encontro com membros de seu partido, o Likud (direita), indicou o jornal.

Washington, apoiado pelos grandes países europeus, exige o congelamento dos assentamentos como condição prévia para retomar as negociações de paz, suspensas desde finais de 2008.

No entanto, o governo americano deu um passo atrás nos últimos tempos sobre esta questão frente à oposição de Israel.

Mitchell deve abordar o tema nesta quarta-feira em Nova York com Michael Herzog, diretor de gabinete do ministro israelense da Defesa, Ehud Barak.

Responsáveis israelenses falaram nas últimas semanas da possível realização de uma reunião tripartite sobre o Oriente Médio. Abbas e Netanyahu não se reuniram ainda desde que este último chegou a seu cargo, no início de abril.

Após viajar para Qatar e Líbia, Abbas foi recebido em madri pelo rei da Espanha, Juan Carlos. Quinta-feira, conclurá seu giro internacional em Paris.

pal/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG