Abbas diz que seu principal objetivo é deter a agressão israelense

CAIRO - O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, afirmou hoje no Cairo, após uma reunião com seu colega do Egito, Hosni Mubarak, que seu principal objetivo no momento é deter a agressão israelense contra a Faixa de Gaza.

EFE |


Em entrevista na capital egípcia, Abbas, que lamentou a rejeição do Hamas e de Israel à recém-aprovada resolução do Conselho de Segurança da ONU para um imediato cessar-fogo em Gaza, frisou que "é necessário um acordo sem demora".

"A situação não permite que se perca tempo", disse o presidente da ANP à imprensa.

Abbas também declarou que a iniciativa apresentada por Mubarak é "a ferramenta para a aplicação da resolução da ONU".

Os pontos básicos da proposta de Mubarak incluem uma trégua limitada e a abertura dos postos fronteiriços para que a população de Gaza possa receber assistência humanitária.

Além disso, estabelece negociações para a suspensão do bloqueio israelense à Faixa de Gaza, garantias para evitar uma escalada do conflito e passos para uma reconciliação entre os movimentos palestinos.

No entanto, Abbas destacou que o papel do Egito é o de apenas fazer uma mediação entre as partes.

Sobre a abstenção dos Estados Unidos na votação que aprovou uma resolução da ONU para um cessar-fogo imediato em Gaza, o presidente da ANP disse que, em princípio, Washington pretendia utilizar seu poder de veto, embora finalmente tenha preferido abrir mão de seu voto.

"Não acho que seja um avanço ou um passo à frente, mas pelo menos os (EUA) não utilizaram o veto", disse Abbas a respeito.

O presidente da ANP também pediu a todas as partes que cheguem a um acordo imediato, descreveu a situação como "horrível ao extremo" e solicitou que uma força internacional se posicione nos territórios palestinos "para defender a população".

Abbas disse ainda que atualmente não mantém nenhum tipo de contato com o primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, e frisou que sua prioridade é colocar fim à situação atual.

15º dia de ataques


Leia também

Vídeos

Opinião

Leia mais sobre: Faixa de Gaza

    Leia tudo sobre: faixa de gazagazaisrael

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG