Abbas defendeu Governo palestino de reconciliação nacional

Ancara, 7 fev (EFE).- O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, defendeu hoje em Ancara a formação de um Governo de reconciliação nacional, e pediu ao movimento islâmico Hamas que não dê a Israel desculpas para continuar com o bloqueio à Faixa de Gaza.

EFE |

Durante uma entrevista coletiva junto ao presidente da Turquia, Abbullah Gül, o presidente da ANP disse que um Governo de união nacional deveria preparar as eleições presidenciais nos territórios palestinos.

"O Governo de reconciliação nacional é muito importante para os palestinos. Este Governo deverá preparar as eleições presidenciais", disse Abbas, cujo mandato à frente da ANP venceu em 9 de janeiro.

Em referência direta ao Hamas, Abbas disse que não aceitará um Governo que dê desculpas a Israel para continuar seu bloqueio à Faixa de Gaza.

O líder palestino, que ao contrário do Hamas aposta em uma saída negociada ao conflito com Israel, chegou ontem à noite a Ancara, onde se reuniu com Gül e com o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan.

Erdogan criticou fortemente a recente ofensiva israelense em Gaza e discutiu com o presidente de Israel, Shimon Peres, durante o Fórum Econômico Mundial de Davos.

A Turquia é o único país muçulmano que mantém relações amistosas, comerciais e militares com Israel, e por isso atuou no passado como mediador do conflito.

O presidente palestino, que chegou à Turquia após um giro por vários países europeus, deixará Ancara neste domingo. EFE dt/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG