Abbas defende plantio de 1 milhão de árvores frente à violência dos colonos

Jerusalém, 20 out (EFE).- O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, pediu que os palestinos plantem 1 milhão de árvores em reação aos sucessivos ataques de colonos judeus contra os agricultores na Cisjordânia, que qualificou de perigosa escalada e intolerável.

EFE |

"Peço a nossa gente que plante árvores em nossas terras vazias e colinas em resposta aos contínuos ataques de colonos", disse Abbas, em um encontro com colunistas palestinos em Ramala, divulgado hoje pela imprensa local.

O presidente da ANP anunciou que ele, pessoalmente, ficará responsável por encontrar financiamento para plantar 1 milhão de árvores e transformar 1 Cisjordânia em uma zona verde.

O pedido de Abbas ocorre depois dos recentes ataques de colonos judeus contra agricultores palestinos durante a colheita da azeitona, que acaba de começar.

A agência independente palestina "Ma'an" informou hoje sobre duas novas agressões no distrito de Qalkilia, onde cerca de 100 colonos bateram nos agricultores e nos voluntários estrangeiros que os ajudavam na coleta.

Um número indeterminado de agricultores e voluntários de nacionalidade britânica ficou ferido.

Durante o fim de semana passado, foram denunciados pelo menos outros três incidentes deste tipo em vários lugares da Cisjordânia.

As agressões de colonos nesta época da colheita da azeitona são freqüentes e, freqüentemente, acabam em sérios ferimentos aos agricultores e graves perdas materiais devido à destruição de terras e oliveiras. EFE elb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG