Abbas continua intransigente sobre colonização israelense

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, se mostrou nesta terça-feira intransigente sobre o congelamento da colonização judaica e as fronteiras do futuro Estado palestino, depois de sua reunião em Nova York com o presidente americano, Barack Obama e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu.

AFP |

Durante a reunião, "insistimos na necessidade de que Israel respeite seus compromissos, e principalmente do fim da colonização sob todas suas formas, inclusive o crescimento natural", declarou Abbas em Nova York.

"A retomada das negociações também depende de bases claras para este processo. Estas bases devem ser o reconhecimento israelense de que a retirada deve ser feita em acordo com as fronteiras de 4 de junho de 1967", antes da conquista dos territórios palestinos pelo Estado hebreu, acrescentou.

Abbas lembrou que um consenso sobre esta questão foi estabelecido com o governo israelense anterior, dirigido por Ehud Olmert. "Definimos (com o ex-primeiro-ministro) os territórios ocupados como sendo a Cisjordânmnia e a Faixa de Gaza, o que inclui Jerusalém, o Mar Morto e o Vale do Jordão", explicou.

"Nossa posição é a mesma, antes e depois da cúpula", prosseguiu Abbas.

ezz/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG