Zagreb, 3 jul (EFE).- O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, condenou hoje em Liubliana o ataque cometido na quarta-feira por um palestino em Jerusalém com uma escavadeira, o qual deixou três mortos, e defendeu a continuação das negociações com os israelenses.

"Condenamos todas as atuações violentas, da mesma forma que os ataques cometidos pelos israelenses em Gaza", disse Abbas depois de se reunir com o presidente esloveno, Danilo Türk, segundo a agência local "STA".

Os dois líderes confirmaram o apoio às negociações de paz palestino-israelenses, apesar dos obstáculos que este processo encontra.

"As negociações são a única opção e a única possibilidade para uma solução, com dois Estados", ressaltou Abbas.

Em relação à possibilidade de que a solução pacífica possa ser obtida até o final do ano, conforme prevê o acordo de Annapolis (Estados Unidos), Abbas ressaltou que "sempre é necessário manter a esperança".

Ele acrescentou que, em todo caso, é preciso continuar as negociações e destacou que será realizada, em breve, uma nova rodada.

Por outro lado, disse que os palestinos agradecem o apoio econômico fornecido pela União Européia (UE) e expressou esperança em que o bloco desempenhe um maior papel político no futuro da região. EFE vb/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.