Nova York, 25 ago (EFE) - O traficante colombiano Juan Carlos Ramírez Abadía, conhecido como Chupeta, permanecerá preso sem possibilidade de fiança, após se declarar hoje inocente das acusações que enfrenta em Nova York, confirmaram à Agência Efe fontes da Promotoria federal em Brooklyn.

A Justiça brasileira extraditou na semana passada Abadía, considerado pelas autoridades americanas um dos líderes do poderoso cartel do Norte del Valle e acusado de envolvimento em vários crimes de assassinato, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Nova York e no distrito de Columbia (Washington DC).

Abadía foi detido pela Polícia Federal (PF) em agosto de 2007 e condenado pela Justiça a 30 anos de prisão.

A organização supostamente dirigida por "Chupeta" e outros operava sobretudo no norte de Valle del Cauca e as autoridades americanas consideram que é responsável de exportar aos Estados Unidos mais de 500 toneladas de cocaína a partir da Colômbia, no valor de mais de US$ 10 bilhões.

O traficante supostamente controlava um grande percentual dessas exportações e empregou centenas de indivíduos em tais atividades, segundo as autoridades americanas.

Abadía e outros oito líderes do cartel enfrentam acusações também em Washington de tráfico de drogas e o suposto assassinato de indivíduos que pertenciam a quadrilhas rivais, que não pagavam os envios que recebiam ou que eram suspeitos de colaborar com as autoridades americanas.

Os processos abertos contra o traficante reivindicam ainda o pagamento de compensações no valor de US$ 10 bilhões. EFE vm/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.