pérolas de Bush - Mundo - iG" /

A imprensa mundial se despeda das pérolas de Bush

O presidente George W. Bush um dia se declarou submal-estimado e graças a ele certamente o idioma inglês foi enriquecido com diversas palavras curiosas, que fizeram a festa da imprensa mundial e deram algumas dores de cabeça à assessoria da Casa Branca.

AFP |

Este é um resumo de algumas "pérolas" da lavra de George W. Bush em seus oito anos no poder.

SOBRE SI PRÓPRIO:

- "Eles me 'submal-estimam" (Bentonville, Arkansas, 6 novembro de de 2000)

"Há um velho ditado no Tennessee... é o que se diz no Texas e provavelmente no Tennessee também... que diz: se você me tomar por idiota uma vez, vergonha sua; se me tomar por um idiota... não se pode ser tomado duas vezes por idiota". (Nashville, Tennessee, 17 setembro de 2002)

- "Passará muito tempo antes que alguém saiba o que aconteceu dentro deste Salão Oval" (Bush ante jornalistas israelenses em uma entrevista de 12 de maio de 2008)

SOBRE A GUERRA:

- "Só quero que saibam que, quando falamos de guerra, na realidade estamos falando de paz" (Washington, 18 de junho de 2002)

- "Nossos inimigos são inovadores e engenhosos, mas nós também somos. Eles não param de pensar em como prejudicar nosso país e nosso povo. Nós também não". "(Washington, 5 de agosto de 2004)

- "Quando fiz campanha em 2000, disse: 'quero ser um presidente de guerra'. Ninguém quer ser um presidente de guerra, mas eu sou. (Des Moines, Iowa, 26 de outubro de 2006)

AMIGOS E INIMIGOS:

- "Depois de um século e meio, os Estados Unidos e o Japão forjaram uma das maiores e mais duráveis alianças dos tempos modernos" (Tokio, 18 de febrero de 2002).

- "Obrigado, Sua Santidade. Que discurso incrível!" (Washington, 16 de abril de 2008, ante o Papa Bento XVI).

- "Recordo de uma reunião que tive com a mãe de uma criança que foi seqüestrada pelos norte-coreanos aqui, no Salão Oval (Washington, 26 de junho de 2008).

ECOLOGIA:

- "Sei que o homem e os peixes podem conviver pacificamente" (Saginwa, Michigan, 29 de setembro de 2000)

SAÚDE:

- "Muito bons médicos estão abandonando sua profissão. Muitos ginecologistas já não podem exercer seu amor com as mulheres em todo o país" (Poplar Bluff, Missouri, 6 de setembro de 2004)

- "Seria um erro da parte do Senado dos Estados Unidos consentir que saia dessa câmara qualquer tipo de clonagem humana" (Washington, 10 de abril de 2002)

EDUCAÇÃO:

- "Poucas vezes nos perguntamos: nossos filhos estão aprendendo algo?" (Florence, Carolina del Sur, 11 de enero de 2000)

IMIGRAÇÃO:

- "As pessoas que entram no país ilegalmente estão violando a lei" (Tucson, Arizona, 28 de novembro de 2005)

HISTÓRIA, A SÉRIO:

- "Não vamos distinguir entre os terroristas que cometeram estes atos e quem os protege" (Washington, 11 de setembro de 2001)

- "Os ataques mortíferos e deliberados que foram realizados ontem contra nosso país foram mais que atos de terror. Foram atos de guerra" (Washington, 12 de setembro de 2001)

- "Posso ouvi-los. Todo mundo pode ouvi-los. E as pessoas que destruíram estes edifícios logo vão nos ouvir" (Nova York, 14 de setembro de 2001)

- "Quero justiça. No Velho Oeste se costumava exibir um cartaz aque dizia: 'Procurado Vivo ou Morto" (Washington, 17 de setembro de 2001)

- "Todas as nações do mundo devem tomar uma decisão. Ou estão conosco ou estão com os terroristas" (Washington, 20 de setembro de 2001)

- "Estados como estes e seus aliados terroristas constituiem um Eixo do Mal, pronto para ameaçar a paz mundial" (Washington, 29 de janeiro de 2002, referindo-se à Coréia do Norte, Iraque e Irã)

- "Meus prezados compatriotas: as principais operações militares no Iraque acabaram. O tirano caiu, o Iraque está livre" (porta-aviões USS Abraham Lincoln no litoral de San Diego, Califórnia, 1o de maior de 2003)

afp/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG