Imelda Marcos, viúva do ex-ditador filipino Ferdinand Marcos, acompanhada por seu filho Ferdinand Jr. e sua filha Imee, deverão voltar ao primeiro plano da política nacional, segundo os resultados parciais das eleições da vésperas difundidos nesta terça-feira." /

Imelda Marcos, viúva do ex-ditador filipino Ferdinand Marcos, acompanhada por seu filho Ferdinand Jr. e sua filha Imee, deverão voltar ao primeiro plano da política nacional, segundo os resultados parciais das eleições da vésperas difundidos nesta terça-feira." /

A família Marcos volta à cena política nas Filipinas

Imelda Marcos, viúva do ex-ditador filipino Ferdinand Marcos, acompanhada por seu filho Ferdinand Jr. e sua filha Imee, deverão voltar ao primeiro plano da política nacional, segundo os resultados parciais das eleições da vésperas difundidos nesta terça-feira.

AFP |

Imelda Marcos, viúva do ex-ditador filipino Ferdinand Marcos, acompanhada por seu filho Ferdinand Jr. e sua filha Imee, deverão voltar ao primeiro plano da política nacional, segundo os resultados parciais das eleições da vésperas difundidos nesta terça-feira.

O ex-presidente Ferdinand Marcos, derrubado em 1986 por uma revolução popular, fugiu para os Estados Unidos, onde faleceu três anos depois. Sua viúva e seus dois filhos voltam agora a ter importantes cargos políticos.

Imelda Marcos voltou para as Filipinas eem 1991. Aos 80 anos, famosa por suas impressionantes coleções de sapatos conservadas em um museu, foi eleita para o Congresso (Câmara baixa), onde representará suas província, Ilocos Norte (norte).

Segundo um dirigente eleitoral de Laoag City, capital da província, Imelda conseguiu um amplo apoio nas urnas, mas ainda espera a proclamação oficial de sua vitória.

Sua filha Imee, de 56 anos, também foi facilmente eleita, segundo a mesma fonte, deverá se converter na governadora da província.

O filho de Marcos, Ferdinand, de 52 anos, vai ocupar, por sua parte, uma vaga no Senado, que conta com 24 membros.

Os nomes dos 12 senadores decididos nestas eleições devem ser anunciados antes do fim da semana, mas, segundo os resultados parciais, Ferdinand Marcos Jr. chegaria na sétima posição para os 12 lugares vagos.

O filho do ex-ditador, apelidado Bongbong, eleito em sua província de Ilocos Norte desde 2007, indicou, antes das eleições, que planeja se apresentar nas presidenciais de 2016.

Presidente das Filipinas de 1966 a 1986, Ferdinand Marcos reinou com brutalidade e milhares de opositores desapareceram durante sua presidência.

Suspeita-se que a família Marcos desviou até 10 bilhões de dólares dos cofres do Estado. Depois de derrubado, Marcos fugiu para o Havaí em 1986, onde morreu três anos depois.

Os membros do clã Marcos já protagonizaram um retorno à vida política desde que voltaram do exílio em 1991, mas não a um nível tão alto.

mm/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG