A diretora da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, encarregada de comandar a resposta mundial contra a pandemia de gripe H1N1, não foi ainda vacinada contra o vírus.

"Pedi ao meu serviço médico que me informe sobre o local onde eu possa me vacinar", admitiu Chan, anunciando aos jornalistas que o fará muito em breve.

Muitos países ocidentais iniciaram campanhas de vacinação há dois meses, mas o número de voluntário é geralmente menor que o previsto, o que deixou importantes excedentes de vacina.

dro/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.