A cidade natal de Franco cassa seus títulos honoríficos

A cidade natal do general Francisco Franco decidiu retirar todos os títulos honoríficos que tinha concedido ao ditador espanhol e a sua família, informaram nesta sexta-feira os meios de comunicação em Madri.

AFP |

O caudilho, que governou a Espanha com mão de ferro durante 36 anos (1939-75), depois da Guerra Civil (1936-39), já não será mais "prefeito honorário" ou "filho predileto" da cidade de Ferrol, na Galícia (noroeste).

Sua falecida esposa, Carmen Polo, e sua filha única, María del Carmen Franco Polo, perderam também seus títulos de "filha adotiva de Ferrol".

A retirada dos títulos honoríficos foi aprovada na quinta-feira pelo conselho (câmara) municipal.

"Conservá-los seria glorificar um regime opressor", declarou Xoan Xosa Pita, porta-voz municipal do Bloco Nacionalista Galego (BNG), o partido regionalista galego autor da iniciativa.

Os conselheiros (vereadores) conservadores do Partido Popular (PP) se abstiveram, considerando que a câmara faria melhor ocupando-se "mais dos problemas dos vivos que dos mortos".

O governo socialista espanhol aprovou em 2007 uma lei que determinada a retirada dos símbolos do franquismo dos lugares públicos.

Para adequar-se à lei, o prefeito conservador de uma cidade próxima à Valência (leste) propôs na quinta-feira rebatizar como "Barack Obama" a avenida "José Antonio", assim chamada em homenagem a José Antonio Primo de Rivera, fundador do movimento de extrema direita da Falange e mentor ideológico de Franco.

wdb/nh/sd/

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG