9 Rebeldes morrem em ofensivas do Exército paquistanês

Islamabad, 22 jan (EFE).- As forças de segurança paquistanesas mataram nove supostos insurgentes em combates registrados nas últimas 24 horas em três das frentes que atuam no noroeste do país, informou hoje o comando militar.

EFE |

O confronto mais violento aconteceu no vale do Swat, no norte do país, onde cinco fundamentalistas morreram, segundo um comunicado.

Enquanto isso, outros três insurgentes morreram na região tribal do Waziristão do Sul e um outro no Passo Khyber, ambas fronteiriças com o Afeganistão.

As forças de segurança detiveram, além disso, 27 supostos insurgentes em diversas operações de rastreamento, segundo outra nota oficial.

Segundo relatório recente do Instituto do Paquistão para Estudos de Paz, quase 2,6 mil fundamentalistas morreram em 2009 nas ofensivas realizadas pelo Exército do país.

O porta-voz militar, Athar Abbas, declarou ontem que as Forças Armadas necessitam "entre seis meses e um ano" para "consolidar" e "estabilizar" todas as frentes abertas atualmente e descartou que vão iniciar em breve novas operações.

Analistas e fontes de inteligência consultadas pela Agência Efe consideram que Islamabad busca pressionar deste modo os Estados Unidos, que pretende que o Paquistão estenda suas ofensivas a outros territórios, onde supostamente buscam abrigo grupos talibãs afegãos.

Nas últimas semanas surgiram tensões entre as autoridades de ambos os países. O Governo paquistanês pediu ao americano que agilize a entrega de fundos de ajuda civil e militar no valor de US$ 2,8 bilhões. EFE igb/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG