76 Pessoas, entre elas crianças, são vítimas de envenenamento na China

Pequim - Pelo menos 76 pessoas, entre crianças e professores de uma creche da região autônoma chinesa da Mongólia Interior (norte), foram vítimas em um caso que se suspeita que posse ser de envenenamento, informou hoje a agência oficial Xinhua.

EFE |

No dia 24 de setembro se detectaram os primeiros sintomas de envenenamento na Creche Elfin da localidade de Baotou, que provocaram a hospitalização de 76 pessoas, todos eles crianças e professores que jantaram no refeitório do centro educativo naquela noite.

A creche é administrada por uma empresa privada e nela estudam cerca de 400 crianças.

Os casos de intoxicações maciças são frequentes em refeitórios públicos do país asiático e, em muitas ocasiões, se trata de envenenamentos propositais, embora também já acontecessem casos de negligência.

Nos casos propositais, os autores dos envenenamentos foram desde pessoas desequilibradas até pessoas que queriam vingar-se de uma escola ou restaurante "rival", ou envolvidas em disputas familiares.

Leia mais sobre: China

    Leia tudo sobre: chinaenvenenamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG