40% dos casais italianos não mantêm relações

Roma - Cerca de 40% dos casais italianos não mantêm relações sexuais, principalmente por causa do desinteresse do homem, segundo aponta um relatório preparado para o 9º Congresso da Federação Européia de Sexologia, que será aberto no próximo domingo em Roma.

Ansa |

O relatório indica que nos últimos dez anos a diminuição do desejo sexual dos casais triplicou entre os homens, que são os principais responsáveis pela multiplicação do que a sexóloga Chiara Simonelli define como "casais anoréxicos" -- os quais já representam 40% do total.

São casais de relação consolidada, casados ou não, geralmente com filhos e formados por parceiros com pouco mais de 40 anos de idade. Nesses casos, são os homens que com mais freqüência se retiram da vida sexual conjugal, refugiando-se na prostituição ou em formas de sexualidade vinculadas com a internet.

As mulheres, por sua vez, sentem-se culpadas em um primeiro momento e em seguida recorrem ao adultério como alternativa para uma vida sexual ativa, segundo indica a especialista.

A pesquisadora Simonelli afirma que esse tipo de "casal anoréxico" está em constante aumento, enquanto os 30% dos casais que afirmam ter relações regulares e satisfatórias estão diminuindo, embora de maneira menos marcada.

Segundo Giorgio Franco, pesquisador da Universidade La Sapienza, a crise dos valores chega ainda na juventude masculina.

"Já a partir da adolescência, (os homens) estão informados e se sentem emancipados em relação a sua sexualidade, mas depois, entre os 25 e os 35 anos, demonstram ser incapazes de enfrentar a sexualidade do dia-a-dia", afirma o especialista. (ANSA)

    Leia tudo sobre: itália

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG