Tamanho do texto

Samarn Kunan, de 38 anos, era ex-oficial da marinha e ficou sem oxigênio durante missão para instalar tanques de ar na caverna; ele era voluntário

Mergulhador voluntário morreu durante tentativa de resgate de jovens na Tailândia
Reprodução/Twitter
Mergulhador voluntário morreu durante tentativa de resgate de jovens na Tailândia

As autoridades tailandesas anunciaram, por meio de uma coletiva de imprensa, a morte de um dos voluntários que participava da tentativa de  resgate de doze crianças e um homem que estão presos em uma caverna inundada  na fronteira entre Laos e Myanmar. Mergulhador e ex-oficial da marinha da Tailândia, Samarn Kunan, de 38 anos, morreu durante a tarde desta quinta-feira (5), ao ficar sem oxigênio. Ele estava instalando tanques de ar dentro da caverna para auxiliar a tentativa de resgate dos jovens.

De acordo com um porta-voz do governo do Tailândia , o corpo de Kunan foi recuperado por outros mergulhadores e foi encaminhado para Bangkok, onde será enterrado. Quando perguntado sobre como a morte de um mergulhador experiente dentro da caverna afeta os planos de resgate, o porta-voz afirmou que nenhuma decisão havia sido tomada, mas que "tudo teria que ser tentado" para trazer as crianças de volta para a superfície.

Na mesma coletiva, outra preocupação da equipe de resgate foi abordada: de acordo com especialistas, a quantidade de pessoas trabalhando na caverna está fazendo com que o nível de oxigênio dentro do local fiquei muito baixo. 

Resgate pode demorar meses

Segundo informações divulgadas nesta terça-feira (3) pela Marinha, o resgate dos adolescentes pode levar alguns meses.   “Vamos nos preparar para enviar mais alimentos para ao menos quatro meses e ensinar os 13 [membros do grupo] a mergulhar, enquanto seguimos retirando a água”, informou o comandante Anand Surawan, da Marinha tailandesa.

Para o resgate dos adolescentes , um trabalho de dasafogamento da caverna é feito. No entanto, os trabalhos de drenagem são pouco efetivos até o momento e o nível de água dentro da caverna não sofreu alteração significativa.

Entenda o caso

O grupo foi localizado na última segunda-feira (2). De acordo com o governador da província de Chiang Rai, Narongsak Osottanakorn, oficiais das forças navais do país encontraram os adolescentes dentro da caverna Tham Luang.

Com idade entre 11 e 16 anos, os garotos e o treinador, de 25 anos, estavam desaparecidos desde o dia 23 de junho, quando teriam entrado na caverna durante um passeio – e foram surpreendidos por chuvas torrenciais, que impediram a entrada de mergulhadores profissionais para o resgate.

Leia também: Maduro alerta militares após plano de Trump de invadir a Venezuela

Eles teriam pedalado até a caverna depois do treino e podem ter entrado no local por túnel estreito de 15 metros que ficou completamente cheio de água devido à forte chuva.

Por causa da dificuldade em buscar o grupo que estava desaparecido, a Tailândia recebeu esforços internacionais de resgate.  Estavam envolvidos n as buscas especialistas britânicos em mergulho em cavernas, 17 especialistas em salvamento e sobrevivência da Força Aérea dos Estados Unidos, e oficiais da Marinha e da polícia, que trabalharam dia e noite durante os nove dias para tentar encontrar os adolescentes desaparecidos. Também foi enviada ajuda do Japão, China e Austrália.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.