Sites de apostas em jogos internacionais, como os da Copa do Mundo, são ilegais na Tailândia e chegam a movimentar bilhões de dólares na região

Os elefantes foram pintados com as bandeiras de vários países que estão disputando a Copa do Mundo, incluindo o Brasil
Reprodução/Youtube
Os elefantes foram pintados com as bandeiras de vários países que estão disputando a Copa do Mundo, incluindo o Brasil

Uma ‘seleção’ de elefantes entrou em campo na terça-feira (12) na cidade de Ayutthaya, na Tailândia, para disputar uma partida contra um time de estudantes. Segundo informações da NewsWeek , o jogo faz parte de uma campanha do governo do país que quer combater as apostas na Copa do Mundo de 2018, que começou nesta quinta-feira (14) na Rússia.

Leia também: Câmara dos Deputados aprova projeto de lei que legaliza o aborto na Argentina

A partida durou apenas 15 minutos e contou com nove elefantes pintados com as bandeiras da principais seleções – incluindo o Brasil –, e até mesmo uma bola de futebol adaptada para as dimensões dos animais. “Eles estão aqui para trazer cor e alegria, e também para mostrar que podemos aproveitar a Copa do Mundo sem apostar, só torcendo pelos jogadores”, declarou Reangthongbaht Meephan, responsável pelos mamíferos.

As apostas em jogos internacionais, como acontece com as partidas do mundial de futebol, são muito comuns na Tailândia e na Malásia, por mais que a prática seja ilegal. As multas para as pessoas que são pegas realizando apostas podem chegar a mais de R$ 115, sendo que os valores aumentam quando há menores envolvidos: os pais ou responsáveis podem ficar meses na cadeia, além do pagamento de R$ 1.150.

As restrições legais não impedem a prática de ser um dos grandes negócios da região, afinal, segundo pesquisa da Universidade da Câmara de Comércio Tailandesa, quase dois bilhões de dólares serão apostados durante o mundial. O valor corresponde a 0,2% do crescimento da economia local.

Leia também: Americano tem pé amputado e o cozinha para jantar 'especial' com amigos nos EUA

Monitoramento de jogos de apostas na Copa do Mundo

Panurat Labboon, oficial da capital Bangkok, explicou que os sites estão sendo monitorados e mais de 300 deles já foram identificados. Derrubá-los não é uma tarefa fácil porque a maioria utiliza servidores internacionais, mas, apesar das dificuldades, mais de 722 pessoas já foram presas entre o começo de maio e o dia 10 deste mês.

Leia também: Acordo de paz entre os EUA a Coreia do Norte causa preocupação ao Japão

Em outros países da Ásica, como a Coreia do Sul e Hong Kong, as apostas não são ilegais, mas encontram muitas restrições em casos como os de sites em que as pessoas podem apostar sobre a  Copa  do Mundo.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.