Tamanho do texto

A paramédica Katie Tudor resolveu divulgar o caso no Twitter, e poucas horas depois, a responsável pelas ofensas foi presa pela polícia da Inglaterra

A paramédica Katie Tudor divulgou o caso em seu Twitter, e no dia seguinte, as autoridades prenderam a responsável
Reprodução/Twitter Katie Tudor
A paramédica Katie Tudor divulgou o caso em seu Twitter, e no dia seguinte, as autoridades prenderam a responsável


Uma mulher de 26 anos foi presa no Reino Unido após deixar um bilhete ofensivo em ambulância que atendia uma ocorrência. De acordo com o portal Metro , o caso começou a ser investigado pela polícia depois que a paramédia Katie Tudor publicou uma foto da mensagem em seu Twitter, denunciando a situação, que tem se tornado recorrente no país.

Leia também: Babá flagrada, em vídeo, maltratando bebê pode ser condenada a 10 anos de prisão

O serviço de saúde West Midlands estava atendendo a uma emergência na cidade de Stoke-on-Trent, na Inglaterra, quando uma das vizinhas do paciente se incomodou com a presença da ambulância . Ela agrediu verbalmente os paramédicos responsáveis e deixou um bilhete no carro. O caso aconteceu na manhã do último domingo (18).

“Se esta van é para qualquer pessoa que não seja o número 14, você não tem o direito de estacionar aqui. Eu não me importaria se toda a rua entrasse em colapso. Agora mova a sua van da frente da casa”, diz o bilhete, fotografado e divulgado por Tudor em suas redes sociais.


A paramédica frisou que o carro "não estava bloqueando a rua", mas parado em uma vaga de estacionamento, e também aproveitou para pedir a ajuda das autoridades. “Existe algo que possa ser feito sobre isso? Está se tornando uma ocorrência regular”, tuitou para três policiais que atuam na área, ainda no domingo.

Na manhã desta segunda-feira (19), o inspetor-chefe John Owen informou, também por meio do Twitter, que uma mulher de 26 anos foi presa por ofender os paramédicos , o que configura crime de ofensas de ordem pública.

Outros casos no Reino Unido

Como Katie adiantou em suas redes sociais, casos como este têm acontecido com certa frequência no país. Em novembro, o vídeo chocante de um homem xingando uma paramédica por causa do local onde ela estacionou um carro viralizou na internet. De acordo com o  Daily Mail  , o motorista ficou tremendamente irritado porque o veículo de socorro "bloqueou a rua" e, por isso, ele decidiu ofender a profissional responsável pelo socorro .

Leia também: Jardineiro mata patrão caloteiro e come o pênis para se "proteger do espírito"

A empresa responsável pelo atendimento paramédico, a North West, declarou: "Como encontrar palavras para comentar as ações de um indivíduo enquanto uma equipe está tratando uma pessoa que pode estar em uma condição crítica?", indagou. 

"Nossa equipe trabalha dia e noite para salvar vidas, e nós não merecemos este tipo de abuso de qualquer pessoa por algo tão trivial quanto bloquear uma via minoritária", completou e pediu o exercício da empatia : como ele se sentiria caso um de seus avós, de seus pais ou seu filho precisasse ser atendido? Ele gostaria que a equipe perdesse tempo procurando por uma vaga melhor para a ambulância?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.