Anastasia Onegina alega não ter sido responsável pela morte do militar, mas teria desmembrado Dmitry por medo de ser incriminada; caso é investigado

Anastasia Onegina alega não ter sido responsável pela morte do namorado, que foi desmembrado na Rússia
Reprodução/east2west news
Anastasia Onegina alega não ter sido responsável pela morte do namorado, que foi desmembrado na Rússia

Uma mulher foi presa após confessar ter desmembrado o namorado , morto no último domingo (11). Anastasia Onegina, de 21 anos, alegou não ter sido responsável pela morte do militar Dmitry Sinkevich, de 24 anos, uma vez que teria encontrado o corpo do companheiro já sem vida na casa onde moravam, na Rússia, depois de um jogo erótico.

Leia também: Homem suspeito de ser caçador de leões é devorado na África do Sul

De acordo com o jornal Metro , a jovem afirmou a polícia local que, por medo de ser incriminada, teria desmembrado o namorado, escondendo o cadáver em seguida. Os oficiais expuseram que ainda há dúvidas em relação à versão contada por Anastasia, não sendo descartada a possibilidade de a jovem ter assassinado o rapaz ao longo do jogo erótico .

Os vizinhos relataram que o casal era conhecido por ser ‘muito barulhento’ e adepto de práticas sadomasoquistas . "Eles faziam orgias praticamente todas as semanas. A vizinhança inteira sabia que gostavam de sadomasoquismo e de outras coisas parecidas", ressaltou uma testemunha que não foi identificada.

Os relatórios do caso mostram que o corpo de Sinkevich pode ter sido cortado com uma faca e foi encontrado na residência do casal pela irmã da suspeita. As investigações ainda estão em aberto, e Anastasia permanece na prisão.

Leia também: Homem é preso por vender rim da esposa para compensar falta de dote de casamento

Casos semelhantes

No final do mês de janeiro, a polícia do México encontrou o corpo de Magdalena Aguilar Romero, de 25 anos, no apartamento de seu ex-marido . As partes do corpo da jovem estavam desmembradas e cozidas dentro de potes.  

No possível caso de feminicídio, o corpo de Magdalena Aguilar Romero foi encontrado no apartamento de seu ex-marido
Reprodução/Perú21
No possível caso de feminicídio, o corpo de Magdalena Aguilar Romero foi encontrado no apartamento de seu ex-marido

A mulher estava desaparecida desde o dia 13 de janeiro, quando saiu de sua casa de Taxco para buscar os filhos na casa de Cesar Gomez Arciniega, seu ex-marido. De acordo com o portal  Aol  , o homem é o principal suspeito do possível caso de feminicídio , que deixou a população da pequena cidade mexicana muito abalada.

Leia também: Pai passa ferro quente nos genitais do filho para puni-lo por ter sido abusado

Os braços e pernas da vítima foram encontrados em potes dentro do forno do suspeito. Sua pélvis, também cozida, estava dentro de uma grande bolsa, próxima ao fogão. O resto do corpo desmembrado foi encontrado parcialmente congelado em um freezer no apartamento. A polícia te Taxco estava a frente das investigações do crime de feminicídio. 

Já no caso do crime na Rússia, as investigações ainda estão em aberto, e Anastasia Onegina permanece na prisão, suspeita de assassinato durante o jogo erótico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.