Tamanho do texto

Tanner Broadwell e Nikki Walsh passaram anos planejando a empreitada; após o acidente, eles fizeram campanha na internet para arrecadar dinheiro

Resgate só chegou uma hora após o acidente; casal teve que abandonar o barco para poder ser resgatado
Reprodução/ Go Fund Me
Resgate só chegou uma hora após o acidente; casal teve que abandonar o barco para poder ser resgatado

O casal Tanner Broadwell e Nikki Walsh largou tudo para viver um sonho: navegar o Caribe, talvez o mundo, em um veleiro. Eles venderam tudo o que tinham no Colorado, nos Estados Unidos, compraram o barco e passaram meses preparando os detalhes da viagem. No entanto, em menos de dois dias navegando, o sonho afundou.

Leia também: Rússia confirma morte de 71 pessoas a bordo de avião que caiu perto de Moscou

Tanner e Nikki haviam começado sua jornada na última terça-feira (6). Na quarta-feira à noite, enquanto navegavam em direção a uma aldeia de pescadores, o veleiro se chocou com algo no mar e a água começou a invadir a embarcação. Antes de abandonarem o barco , Nikki se encarregou de salvar os documentos, dinheiro, um telefone e Remy, um cachorro de 2 anos.

O resgate só chegou uma hora após o acidente. O casal teve que abandonar a embarcação para poder ser resgatado. "Eu vendi tudo o que eu tinha para fazer isso e eu perdi tudo em questão de 20 minutos", lamentou Tanner.

Ao jornal americano Tampa Bay Times , o casal explicou que nunca teve experiência com vela. Eles aprenderam a navegar com a ajuda do pai de Tanner, no Alabama. Em abril, eles compraram um veleiro Columbia, de 1969, por US $ 5 mil e, em maio, seguiram para cidade de Tarpon Springs, na Flórida, onde ficaram realizando os reparos na embarcação. Segundo o casal,  após o acidente tudo o que restou foi US $90.

Casal Tanner Broadwell e Nikki Walsh e Remy, o cachorro de 2 anos
Reprodução/ Go Fund Me
Casal Tanner Broadwell e Nikki Walsh e Remy, o cachorro de 2 anos

Leia também: Pelado e sob efeito de LSD, jovem coberto de óleo luta com a polícia e é preso

Campanha na internet

Sem emprego, sem poupança e não tendo para onde ir, o casal resolveu fazer uma campanha de arrecadação pela internet. Em menos de uma semana, eles conseguiram atingir mais de US $ 13 mil em doações no site "Go Fund Me", valor maior do que o estimado, que era de US $ 10 mil.

"No momento, estamos apenas tentando descobrir como tirar o veleiro da água, e parece que iremos fazer isso essa semana", disse Tanner nesta segunda-feira (12). "Estamos extremamente agradecidos. Há muita gente que quer nos ver ter sucesso, e isso é realmente bom".

Leia também: Bomba da Segunda Guerra fecha aeroporto de Londres e afeta 16 mil passageiros

Segundo a Guarda Costeira da região, retirar a embarcação do mar irá custar alguns milhares de dólares. ainda assim, Tanner disse que o plano para o dinheiro é "continuar o sonho" de navegar o mundo e viver a bordo de um barco. Ele espera voltar à água em dois ou três meses.