Tamanho do texto

Presidente norte-americano fez um discurso convidativo durante sua participação no Fórum Econômico Mundial; Temer falou na última quarta

Donald Trump discursa em Davos; um presidente norte-americano não participa do evento desde Bill Clinton, em 2000
Reprodução/The White House
Donald Trump discursa em Davos; um presidente norte-americano não participa do evento desde Bill Clinton, em 2000

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reafirmou nesta sexta-feira (26) que pretende colocar a sua nação sempre em 'primeiro lugar'. Porém, ele acrescentou que isso não significa que os americanos precisem ser isolados.

Leia também: Donald Trump autoriza Nasa a mandar astronautas à Lua e a Marte

"América em primeiro lugar não significa uma América sozinha. Quando os Estados Unidos crescem, o mesmo acontece com o mundo", afirmou Donald Trump .

A declaração do republicano foi feita durante o seu discurso no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. Essa é a primeira vez que um presidente norte-americano participa do evento desde Bill Clinton, em 2000.

A palestra de Trump era a mais esperada no evento, que começou na terça-feira (23) e se encerra nesta sexta.

"Estou hoje aqui para representar os interesses do povo americano e para afirmar a amizade e a cooperação para construir um mundo melhor", continuou o presidente.

O magnata ainda aproveitou o seu discurso para afirmar que os EUA estão dispostos a negociar acordos bilaterais, desde que eles sejam equilibrados e tragam benefícios para os dois lados.

Leia também: Trump chamou países da América Central de 'buracos de merda', diz jornal

Para o republicano, o comércio global precisa ser justo. "Nós apoiamos o livre comércio, mas ele tem que ser justo. Os EUA não vai mais ignorar práticas de comércio injustas", disse Trump.

O magnata aproveitou ainda para afirmar que o "mundo testemunha o renascimento de um EUA próspero" e que "não há época melhor para contratar e investir" no país. "Os EUA estão abertos para negócios e nos tornamos competitivos de novo", disse.

Temer em Davos

Na manhã da última quarta-feira (24), o presidente Michel Temer fez o seu primeiro discurso no 48º Fórum Econômico Mundial.

Em seu discurso, Temer defendeu a agenda de reformas que está em andamento no país e destacou as principais ações de seu governo. O presidente ressaltou que sua gestão está centrada em cinco palavras-chaves: responsabilidade, diálogo, eficiência, racionalidade e abertura.

Para o presidente, estes princípios permitiram ao governo lidar com a crise econômica, resgatar a relação com o Congresso Nacional, aumentar a competitividade da economia brasileira, ampliar o investimentos em obras de infraestrutura, além de reforçar a vocação de integração do Brasil a outros países.

Para acalmar os investidores, Temer ressaltou que as eleições de 2018 não ameaçam essas conquistas e adiantou que o governo vai prosseguir com a agenda de modernização e simplificação da legislação.

Leia também: "Trump abriu as portas do inferno", diz Hamas após decisão sobre Jerusalém

O discurso de Temer, assim como o de Donald Trump, vendeu sua nação como a de mudanças e de crescimento. Basta saber agora se os chefes de Estado, empresários e especialistas de mais de 70 países que estavam presentes no evento confiaram em tais palavras.

* Com informações da Agência Brasil.

    Leia tudo sobre: donald trump