Acidente de avião mata seis pessoas em ponto turístico da Austrália

Queda da aeronave ocorreu na madrugada deste domingo (31) no rio Hawkesbury; entre as vítimas estão quatro britânicos e uma criança
Foto: Reprodução/ YouTube/ The Guardian
Segundo autoridade locais, ainda não há indícios do que tenha causado o acidente com o hidroplano da Sydney Seaplanes.

Ao menos seis pessoas morreram na madrugada deste domingo (31) após a queda de um hidroplano no rio Hawkesbury, no norte da região metropolitana de Sydney, na Austrália, informam as autoridades locais. De acordo com a mídia australiana, os mortos no acidente são quatro cidadãos britânicos, o piloto da aeronave e um menino de 11 anos.

Leia também: Estado Islâmico reivindica explosão em São Petersburgo, na Rússia

Três corpos já foram resgatados da água e mergulhadores procuram pelas outras três vítimas fatais. Segundo o jornal britânico The Guardian , o superintendente interino da polícia Michael Gorman disse que a "operação de recuperação continua" no local onde a aeronave bateu. Ainda não há indícios do que tenha causado o acidente com o hidroplano da Sydney Seaplanes.

O Ministério das Relações Exteriores não confirmou detalhes sobre a queda da aeronave, mas disse que autoridades britânicas estão em contato com autoridades em Sydney. Um porta-voz da FCO disse que "funcionários do consulado britânico estão em contato com autoridades locais em relação a queda de um hidroavião perto de Sydney. Os funcionários estão prontos para prestar assistência consular ".

Leia também: Irã tem onda de protestos contra o governo

Myles Baptistem, uma testemunha ocular que estava próximo ao local da queda, disse a rádio local 9News que o avião estava a 500 metros dele quando atingiu a água. "[O avião] fez uma curva apertada na mão direita e, como ele realmente se virou, as asas mergulharam e ela penetrou diretamente na água", disse ele.

A empresa, que opera há 80 anos, é especializada em sobrevoos a pontos turísticos da cidade australiana e, há décadas, faz voos especiais na última noite do ano.

Tragédia no Quênia

Também neste domingo (31), ao menos 36 pessoas morreram na colisão entre um ônibus e um caminhão próximo à cidade de Migaa, no Quênia. Há ao menos 10 feridos na tragédia. De acordo com o chefe da polícia rodoviária de Rift, Zero Arome, o ônibus viajava em direção a Nairóbi quando houve a colisão.

Leia também: Famílias cobram ajuda a brasileiros presos na África com uma tonelada de cocaína

Segundo Arome, uma falha nos freios do ônibus causou o acidente. De acordo com dados da entidade, o número de mortos por acidentes de carro na mesma região ultrapassa os 100. O Quênia, conforme dados da Organização Mundial da Saúde, registra mais de três mil mortes por ano em suas estradas e rodovias. 

* Com informações da Ansa

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2017-12-31/avidente.html