Segundo autoridades locais, dezenas de pessoas estão desaparecidas e mais de 15 mil moradores ficaram desalojados por conta do fenômeno natural

Tempestade tropical deixou diversas áreas embaixo d'água nas Filipinas; cerca de 15 mil foram desalojados
Reprodução/Twitter
Tempestade tropical deixou diversas áreas embaixo d'água nas Filipinas; cerca de 15 mil foram desalojados

Ao menos 133 pessoas morreram por conta de deslizamentos e enchentes provocados neste sábado (23) pela tempestade tropical "Tembin" na ilha de Mindanau, nas Filipinas. De acordo com informações de autoridades locais, outras dezenas de pessoas estão desaparecidas e mais de 15 mil moradores da região foram desalojados pelo fenômeno que, segundo estimativas, deve deixar o país somente no dia de Natal.

Leia também: ONU aprova novas sanções contra Coreia do Norte, após novos testes nucleares

Segundo a agência de notícias EFE , os casos de vítimas fatais foram registrados nas províncias de Lanao del Norte, Zamboanga del Norte e Lanao del Sur, localizadas na parte noroeste da ilha. Elas teriam pelo menos 62, 46 e 18 mortos, respectivamente, de acordo com o jornal filipino Inquirer . Com ventos que chegam a 80 quilômetros por hora, a tempestade segue agora para a ilha de Palawan, no oeste das Filipinas. As autoridades aumentaram o alerta na região.

Leia também: Manifestação na Faixa de Gaza contra decisão de Trump deixa mais dois mortos

"Estamos tentando verificar as notícias relativas a um vilarejo agrícola enterrado por um deslizamento de lama", disse Ryan Cabus, funcionário da cidade de Tubod, localizada na província de Lanao del Norte. As correntes elétricas e as comunicações na região foram interrompidas, o que complicou as intervenções de socorro às vítimas. Soldados, voluntários e policiais foram mobilizados para procurar sobreviventes e limpar as ruas dos detritos.

Segundo o canal filipino ABS-CBN , outras áreas de Mindanao também sofreram com a tempestade. Diversas áreas urbanas de Cagayan de Oro e Davao, cidade do presidente Rodrigo Duterte, ficaram debaixo d'água. A Polícia e os serviços de emergência locais usaram lanchas para resgatar os moradores, que precisaram subir nos telhados de suas casas para se protegerem da água.

Leia também: ONU cria força-tarefa para investigar casos de assédio sexual na organização

As duas cidades mais atingidas pela tempestade tropical foram Tubod e Piagapo. As Filipinas são um dos países que mais sofrem com desastres naturais no mundo, pelo fato de estarem na rota de tufões e em uma zona de intensa atividade sísmica.

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.