Linhas A, C e E do metrô foram totalmente evacuadas para o trabalho dos policiais; um suspeito foi preso e ataque é visto como atentado terrorista

Polícia de Nova York investiga explosão 'de origem desconhecida' em Manhattan
Reprodução/Twitter
Polícia de Nova York investiga explosão 'de origem desconhecida' em Manhattan

A polícia de Nova York investiga, na manhã desta segunda-feira (11), o que foi inicialmente chamada de "uma exposão de origem desconhecida" em Manhattan, nos Estados Unidos. Quatro pessoas ficaram feridas nesse incidente, registrado no cruzamento da Rua 42 com a 8ª Avenida, próximo ao terminal rodoviário Port Authority, perto das 10h40, no horário de Brasília.

Leia também: Premiê de Israel pede que Europa 'siga o exemplo de Trump' sobre Jerusalém

De acordo com o Departamento de Polícia de Manhattan , as linhas A, C e E do metrô – que passam pela região – tiveram o serviço interrompido e foram evacuadas para o trabalho dos policiais e do esquadrão antibombas, que foi imediatamente acionado.

Segundo os jornais locais, um indivíduo de 27 anos identificado como Akayed Ullah, tentou entrar no metrô, na região da Times Square, com uma pipe-bomb, um artefato explosivo caseiro. Mas a imprensa dos Estados Unidos relatou que a bomba teria sido detonada "antes da hora" programada.

De acordo com testemunhas, esse suspeito, que seria de Bangladesh, está ferido e foi detido pela polícia. Jornais da cidade também publicaram que o homem teria um colete de explosivos.

Embora a polícia tenha informado oficialmente que não houve mais feridos além do jovem com o explosivo, o Corpo de Bombeiros fala em quatro feridos.

Leia também: "Bloqueio marítimo pelos EUA é declaração de guerra", adverte Coreia do Norte

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, informou à imprensa que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está acompanhando pessoalmente as notícias sobre o incidente. 

Segundo a imprensa local, depois de divulgada a possível nacionalidade do suspeito, as autoridades passaram a tratar o caso como um atentado terrorista.

Centro turístico e comercial

O terminal Port Authority entrou em funcionamento no dia 15 de dezembro de 1950. Atualmente, ele é o maior terminal de ônibus do mundo e é caminho de cerca de 230 mil passageiros por dia. 

O terminal fica bem no centro de Manhattan, perto da loja do famoso confeiteiro Buddy Valastro, a Carlos Bakery, da sede do jornal The News York Times  e da Times Square, um dos maiores pontos turísticos da cidade.

Leia também: Em carta oficial, países árabes rejeitam decisão de Trump e pedem ação da ONU

* Com informações da Agência Ansa e de agências internacionais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.