Chinês morre ao fazer acrobacias e cair do alto de arranha-céu; assista

Wu Yongning caiu de um prédio de 62 andares; fãs nas redes sociais estranharam seu silêncio até que sua namorada confirmou a tragédia
Foto: Reprodução/Facebook
Wu Yongning subia no alto de prédios e se equilibrava em locais de difícil acesso

Vídeos e imagens de destemidos subindo no alto de prédios e se equilibrando perigosamente, os chamados rooftoppers, em inglês,  já circulam pela internet há tempos, o que causa aflição a muitos espectadores, seja ao vivo ou pelas telas. Mas na China , a situação terminou em tragédia. Wu Yongning, o chinês considerado o primeiro do tipo e celebridade na principal rede social da China, o Weibo, morreu ao realizar acrobacias no alto do edifício Huayuan Hua Centre, na cidade de Changsha, no centro do país.

Leia também: Câmeras flagram explosão que deixou quatro feridos em Manhattan; assista

Há cerca de um mês, fãs já vinham estranhando o fato dos perfis online de Wu terem ficado sem novos posts ou nenhum novo vídeo de escalada em algum prédio . Mas foi somente na última sexta-feira (8), que sua morte foi confirmada pela namorada do acrobata, identificada apenas como Fu, em um post que dizia: “Hoje é 8 de dezembro. Isso me faz pensar em 8 de novembro, o dia em que você nos deixou e deixou este mundo ".

O jornal local Changsha Evening News informou que ele planejava ganhar cerca de 100 mil yuans (R$ 50 mil) realizando a subida ao alto do Huayuan Hua Centre, de 62 andares. De acordo com relatos de Fu, ele subiu de elevador até o 40º andar e escalou o restante.

Veja também: Donald Trump autoriza Nasa a mandar astronautas à Lua e a Marte

Wu colocou uma câmera em outro ponto do prédio para filmar suas acrobacias. As imagens chocantes capturaram o momento em que ele se soltou, caindo cerca de 13 metros em um terraço abaixo, onde seu corpo foi encontrado mais tarde por um limpador de janelas. [Veja vídeo abaixo; imagens fortes]


A mídia chinesa informou que ele atualmente ele buscava dinheiro para se casar e ajudar a mãe, que sofre de uma doença psiquiátrica.

Ex-figurante

Wu, de 26 anos, nasceu na cidade de Ningxiang, próxima a Changsha e trabalhou como figurantes em filmes antes de se voltar para uma carreira como rooftopper. Ele começou a publicar suas façanhas no Weibo em fevereiro e já tinha mais de um milhão de seguidores. Famoso, ele se apresentava regularmente em plataformas de transmissão ao vivo, nas quais ganhava dinheiro, enviado pelo público.

Veja também: Jovem fica com buraco na testa após tomar sol sem proteção por 14 horas seguidas

De acordo com o jornal estatal Beijing News, sua namorada, identificada apenas como Fu, chamou a polícia no dia 9 de novembro após ele deixar de entrar em contato, apesar de só ter informado o público recentemente.

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2017-12-11/chines-cai-predio.html