Segundo o primeiro-ministro do Iraque, Haider Al-Abadi, as forças armadas conseguiram retomar a toda a região do país que faz fronteira com a Síria

O primeiro-ministro do Iraque, Haider Al-Abadi , anunciou neste sábado (9) que o país está "totalmente livre" do grupo jihadista Estado Islâmico. À rede iraquiana "Rudaw", ele afirmou que as forças armadas locais conseguiram retomar a região que faz fronteira com a Síria , considerado o último reduto dos terroristas no país. Com a ação, Al-Abadi anunciou o fim da guerra com o grupo terrorista. 

Leia também: Bombardeios de Israel na Faixa de Gaza deixam mais dois palestinos mortos

"Nossas forças controlam completamente a fronteira Iraque-Síria e, portanto, anuncio o fim da guerra contra o Daesh [abreviação, em árabe, para Estado Islâmico ]", disse Al-Abadi. na capital Bagdá. O grupo terrosista ocupou grande parte do território do Iraque em 2014 e chegou a tomar Mosul, a segunda maior cidade do país. A região só foi recuperada em 2017, após uma ofensiva militar em grande escala.

Haider Al-Abadi declarou vitória conta o Estado Islâmico e anunciou fim da guerra o grupo terrorista
Reprodução/Twitter
Haider Al-Abadi declarou vitória conta o Estado Islâmico e anunciou fim da guerra o grupo terrorista

Leia também: Mulher finge ser intérprete de sinais em coletiva da polícia

Logo depois, foram concluídas operações militar em outras regiões que estavam sob controle dos jihadistas. Na última quinta-feira (7), as forças armadas da Rússia já haviam anunciado a derrota completa dos terroristas na Síria. Segundo estimativas, os danos causados pelo grupo terrorista à economia iraquiana em pouco mais de três anos de ocupação ultrapassou a marca de US$ 100 bilhões (cerca de R$ 329 bilhões).

A batalha foi realizada por uma coalização liderado pelos Estados Unidos. Milhares de civis morreram durante os confrontos e boa parte da cidade ficou destruída. Ao mesmo tempo, cerca de um milhão de pessoas deixaram a região por conta dos bombardeios.  Uma coalizão parecida fez com que o grupo terrorista também perdesse o controle da cidade de Raqqa, na Síria.

Leia também: Países do Conselho de Segurança da ONU criticam decisão de Trump

O primeiro-ministro iraquiano também utilizou o Twitter para comemorar o feito. "Derrotamos o Daesh por meio da nossa união e sacrifício pela união. Vida longa ao Iraque e a seu povo". Segundo a agência de notícias "Reuters", em novembro, as forças armadas já haviam recuperado Rawa, a última cidade que estava sob controle do Estado Islâmico, próximo à fronteira.

* Com informações da Ansa.

    Leia tudo sobre: Estado Islâmico
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.