Andreas Hollstein, prefeito de Altena, sofreu ferimentos leves e já teve alta médica; a polícia investiga o caso como um ataque de motivações políticas

O prefeito Andreas Hollstein, da cidade de Altena, foi esfaqueado por um homem de 56 anos na última segunda-feira
Reprodução/Twitter Andreas Hollstein
O prefeito Andreas Hollstein, da cidade de Altena, foi esfaqueado por um homem de 56 anos na última segunda-feira


O prefeito Andreas Hollstein, da cidade alemã de Altena, foi esfaqueado na noite da última segunda-feira (27) por um agressor que não concorda com a sua política de acolhimento a imigrantes e refugiados.

Leia também: Mulher corta pênis e testículos de namorado com tesoura de jardinagem e é presa

O incidente aconteceu enquanto Hollstein buscava um kebab , prato típico do Oriente Médio, e foi abordado por um homem de 56 anos. O agressor, cujo nome não foi divulgado, se aproximou do político e perguntou se ele era o prefeito da cidade. Em seguida, fez críticas a sua forma de conduzir as políticas de refugiados e usou uma faca para atingir o prefeito na região do pescoço.

Após ser socorrido por Abdullah, proprietário do restaurante que também ficou ferido, uma ambulância foi chamada e Hollstein encaminhado a um hospital. Com ferimentos leves, logo ele foi liberado do centro médico e declarou que "por sorte, o ataque não funcionou 100%".

O prefeito , que já foi intimidado e ameaçado outras vezes, é filiado ao partido governista União Democrata-Cristã (CDU), o mesmo da chanceler Angela Merkel. A líder, inclusive, fez uma declaração se dizendo “indignada” pelo ocorrido na cidade de Altena.

Leia também: Última comunicação de submarino argentino relatava curto-circuito, diz emissora

Motivações políticas para o ataque

Armon Laschet, presidente do estado da Renânia do Norte-Vestefália – onde a cidade de apenas 18 mil habitantes está localizada –, declarou que “ os órgãos de segurança investigam o caso como um ataque de motivações políticas”.

Hollstein fez questão de enfatizar que a cidade não enfrenta problemas com imigrantes . "A convivência com os refugiados aqui em Altena não é problemática. São pessoas boas e gentis".

Leia também: Menina de oito anos rouba o carro da mãe e gera perseguição policial nos EUA

Um dos países que mais acolhe imigrantes em toda a Europa, o território alemão já foi palco de outros casos semelhantes ao de Hollstein. Em 2015, por exemplo, a candidata Henriette Rekker, que concorria sem vínculo partidário na cidade de Colonia, foi ferida por um neonazista contrário a suas propostas quanto a crise de refugiados.

*Com informações da Agência Ansa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.