Explosão em fábrica na China deixa ao menos dois mortos e 30 feridos

Explosão em Ningbo aconteceu na noite de sábado, pelo horário de Brasília; segundo relatos, funcionários trabalhavam na fábrica na hora do incidente

Uma explosão em uma fábrica na cidade portuária em Ningbo, ao sul de Xangai, na China, deixou ao menos duas pessoas mortas e mais de 30 feridas. O incidente ocorreu por volta das 8h50  deste domingo (26) (horário local, 22h50 de sábado (25), pelo horário de Brasília). De acordo com a agência estatal de notícias Xinhua , as autoridades locais afirmam que a causa do incidente ainda estava sob investigação.

Leia também: Sete pessoas morrem em operação no centro do Rio de Janeiro

De acordo com testemunhas, várias funcionários da área da limpeza estavam trabalhando no interior da fábrica no momento da explosão. Segundo elas, o incidente pode ter ocorido por conta da presença de um gasoduto danificado durante a execução de uma demolição. Ao China Youth Daily , a companhia de gás que atua em Ningbo afirmou que não conta com nenhuma linha na região.  As autoridades locais anunciaram que abrirão uma investigação para chegar à real causa do incidente.

Foto: Reprodução/Twitter
Segundo companhia de gás, acidente que deixou dois mortos na China não foi causado por gasoduto

Leia também: Mais de 30 pessoas são achadas mortas no Mar Mediterrâneo

Localizado na província de Zhejiang, o porto de Ningbo é um dos mais movimentados do país. De acordo com imagens da TV chinesa, o incidenteno local deixou carros retorcidos e destruídos pela força da explosão. Havia também uma nuvem de fumaça cinzente e muitos destrocos num grande diâmetro a partir do local do acidente. Como lembra a agência de notícias Associated Press , o país tem registrado frequentes incêndios, frequentemente ligados à negligência.

Ainda que haja um esforço para melhorar as condições de imóveis, muitas companhias ainda buscam meios mais baratos de lidar com materiais que possuem alto potencial de causar acidentes. Em 2015, por exemplo, uma explosão causada por conta de produtos químicos armazenados de forma inadequada deixou 173 mortos. O acidente ocorreu em Tianjin, ao leste da capital Pequim.

Leia também: Garotinho passa 1ª noite em prisão de segurança máxima após suposta agressão

No último domingo (19), um incêndio ocorrido em uma prédio residencial ao sul de Pequim, capital da China, deixou 19 mortos e oito feridos. Na ocasião, a Xinhua informou que o imóvel de três andares era ocupado ainda por mais sete pessoas, que não chegaram a ficar sob perigo. Os bombeiros indicaram que o local contava com uma instalação de refrigeração no porão, que pode ter iniciado o incêndio.

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2017-11-26/explosao-china.html