Norte da Califórnia tem sido castigado pelos incêndios. Até ontem, 21 vítimas fatais foram encontradas; nesta sexta-feira número chegou a 31

Norte da Califórnia sofre com queimadas; 31 pessoas já morreram e polícia relata desaparecidos
John G. Mabanglo/EFE
Norte da Califórnia sofre com queimadas; 31 pessoas já morreram e polícia relata desaparecidos


Último balanço do governo dos Estados Unidos aponta que os incêndios que atingem o norte da Califórnia ocasionaram a morte de 31 de pessoas. Mesmo com todos os esforços das equipes do corpo de bombeiros e do resgate, o fogo continua a se espalhar pela região vinícola e diversos moradores tiveram de deixar suas residências devido ao alto risco.

Leia também: Israel segue EUA e anuncia saída da Unesco

Após ter atingido Napa Valley e Sonoma, local em que as chamas persistem desde o último domingo (8), autoridades locais informaram que mudança do vento, que levou as chamas em direção ao noroeste da Califórnia , atingindo Calistoga e Geyserville. As autoridades do Estado norte-americano informam ser a pior tragédia na região em 84 anos.

O incêndio, conhecido no local como tempestades de fogo , tem alta periculosidade já que se propagam de forma rápida com a ajuda de ventos que atingem 60 quilômetros  por hora. Mesmo com todos os esforços das equipes especializadas no combate a chamas, a estimativa é que o controle do incêndio ainda leve alguns dias.

Leia também: Rosa e branco ou verde e cinza? Foto de tênis cria nova polêmica na internet

Tragédia histórica

Em pronunciamento, o governador Jerry Brown, afirmou se tratar da maior tragédia na história do estado, mesmo o local sendo afetado pelas chamas com certa frequência, devido ao tempo extremamente seco e ventos fortes e constantes. Na quinta-feira (12), a previsão das equipes que tentam conter as chamas estimavam que o fogo atingiria regiões como a de Santa Rosa e Calistoga.

Balanço do estrago causado pela tempestade de fogo é preocupante. Mais de 65 mil hectares já foram devastados desde o início do incêndio. O Departamento de Florestas e Proteção contra Incêndios estima que cerca de 3,5 mil estruturas foram destruídas.

O alto número de desaparecidos mantém as autoridades em alerta. Em Sonoma, só na quarta-feira (11) foram registrados 300 relatos de pessoas desaparecidas , sendo que 110 delas foram confirmadas como salvas.

Com mais de 30 vítimas fatais confirmadas, o incêndio que atinge a Califórnia desde a semana passada já é considerado o maior em sua história, ultrapassando a tragédia que atingiu as colinas de Oakland em outubro de 1991 e resultou na morte de 25 pessoas e o ocorrido em Griffith Park, em Los Angeles, em 1933, que que 29 pessoas perderam suas vidas. 

*Com informações da Agência Brasil 

Leia também: Professor é demitido por gravar e vazar vídeos de sexo com aluna adolescente

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.