Incêndios florestais na Califórnia matam 10 e obrigam 20 mil a deixar suas casas

Segundo Bombeiros, chamas já destruíram 1.500 residências e atingiu área equivalente a 30 mil campos de futebol; 100 pessoas foram internadas
Foto: Reprodução/California Department of Forestry and Fire Protection
Parque da Disney em em Anaheim, na Califórnia (EUA), em meio à fumaça provocada por incêndios na região

Ao menos 10 pessoas morreram e mais de 20 mil foram obrigadas a deixar suas casas devido a uma série de incêndios florestais que atingem a Califórnia, no extremo-oeste dos Estados Unidos. Segundo os bombeiros do estado americano, o fogo já destruiu cerca de 1.500 residências e atingiu área equivalente a aproximadamente 30 mil campos de futebol.

Leia também: Trump quer restringir oferta de 'green card' a 'solicitantes de mérito' nos EUA

De acordo com as informações da agência Ansa , outras 100 pessoas foram internadas em decorrência do incêndio na Califórnia – sendo a maioria deles por inalação de fumaça. O governo do condado de Orange, nos arredores de Los Angeles, também informou que há mais de 100 pessoas desaparecidas. É possível que boa parte dessas pessoas esteja em segurança, mas sem poder ser contatada devido à queda dos serviços de telecomunicações.

Além de Orange, as chamas atingem os condados de Napa e Sonoma, no coração da região produtora de vinhos do estado, porém a maioria das uvas já havia sido colhida pelas vinícolas.

O vice-presidente Mike Pence visitou o estado e afirmou que a Casa Branca está pronta para oferecer toda a ajuda necessária. O governador da Califórnia, Jerry Brown, cobrou a declaração de estado de emergência na região dos incêndios.

"É um inferno, nunca havia visto nada parecido", disse Marian Williams, que teve de fugir de sua cidade, Kenwood, durante a madrugada. "As árvores queimavam como tochas", acrescentou a moradora.

Leia também: Catalunha deve declarar independência da Espanha ainda hoje; entenda a crise

Tempo seco e ventos fortes alimentam incêndio

Entre o fim de setembro e o início de outubro, a zona de São Francisco costuma conviver com clima quente e seco, condição propícia para o surgimento de incêndios, propagados pelos fortes ventos que atingem a região já há alguns dias.

Em nota divulgada nessa segunda-feira (9), os bombeiros da Califórnia informaram que é esperado que os ventos responsáveis por espalhar as chamas percam força ainda nesta terça-feira (10). A corporação pede que os moradores da região permaneçam preparados para lidar com o surgimento de novos focos de incêndio pois o clima continua seco no estado. "Os ventos podem aumentar durante esta semana e cobrar esforços redobrados dos nossos oficiais", alertaram os bombeiros.


*Com informações e reportagem da Ansa

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2017-10-10/california-incendio.html