Marilou Danley gostou de ter ganhado uma viagem para visitar sua família nas Filipinas, mas estranhou o recebimento de dinheiro para comprar casa

Marilou Danley achou que a ideia de comprar uma casa no exterior era uma maneira de Stephen terminar com ela
Reprodução/Twitter
Marilou Danley achou que a ideia de comprar uma casa no exterior era uma maneira de Stephen terminar com ela

Em depoimento ao FBIMarilou Danley, namorada de Stephen Paddock – o atirador responsável pela morte de mais de 50 pessoas em Las Vegas no último domingo –, afirmou que seu companheiro era uma pessoa "gentil e tranquila".

"O amava e esperava ter um futuro tranquilo com ele. Ele nunca me disse nada ou fez qualquer coisa que me fizesse desconfiar que uma coisa horrível como essa iria acontecer", afirmou Marilou Danley .

A mulher de 62 anos estava nas Filipinas, seu país de origem, e retornou aos Estados Unidos nesta quarta-feira (4) para prestar depoimento ao FBI, a fim de ajudar a polícia norte-americana a entender o ataque ocorrido no festival de música country Route 91 Harvest.

Em declaração lida pelo seu advogado, ela disse que seu companheiro havia lhe comprado uma passagem aérea para as Filipinas e lhe dera dinheiro para que ela comprasse uma casa.

"Pouco mais de duas semanas atrás, Stephen me disse que tinha encontrado um voo barato para as Filipinas e que queria que eu fizesse uma viagem para ver minha família", contou.

Leia também: Sobe para 59 mortos e 515 feridos o número de vítimas no ataque em Las Vegas

Ela ficou feliz com a viagem, pois visitaria seus familiares. Porém, estranhou a ideia de comprar uma casa no exterior.

"Enquanto estava lá, ele me enviou dinheiro, dizendo que era para comprar uma casa para mim e minha família. Fiquei agradecida, mas, honestamente, estava preocupada que fosse um modo para terminar comigo", acrescentou.

Colaboração nas investigações – Marilou não é suspeita

Ainda de acordo com a namorada de Stephen Paddock , ela voltou "voluntariamente" aos Estados Unidos e está "cooperando" com as autoridades. "Vou colaborar plenamente com a investigação. O que eu puder fazer para aliviar o sofrimento e ajudar de algum modo, eu farei", concluiu.

Leia também: Namorada do atirador de Las Vegas é recebida pelo FBI para depoimento nos EUA

Marilou Danley não é considerada perigosa, mas é identificada pela polícia local como "uma pessoa de interesse" para as investigações. De acordo com a polícia, a namorada de Stephen Paddock não será presa e nem é considerada cúmplice do atirador responsável pelo pior massacre a tiros da história dos Estados Unidos.

* Com informações da Agência Ansa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.