Tiroteio em boate paraguaia deixa quatro brasileiros mortos; ataque seria do PCC

Além dos quatro mortos, outras seis pessoas com idades entre 17 e 28 anos – tanto de nacionalidade brasileira quanto paraguaia – estão feridas; veja
Foto: Reprodução/@paraguaycom
Tiroteio na fronteira com Paraguai pode ter sido causada por membros do PCC contra grupo rival

Pelo menos quatro brasileiros foram mortos e outras seis pessoas ficaram feridas na madrugada desta segunda-feira (24), durante um tiroteio em boate da cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai. A casa noturna fica na fronteira com o Brasil, a 600 km da capital do país, e, segundo alguns veículos de imprensa locais, o ataque teria sido realizado pela organização criminosa do Primeiro Comando da Capital ( PCC ).

Leia também: Maduro apela para 'Despacito' e divulga versão para promover Constituinte; ouça

As vítimas fatais do tiroteio são dois homens e duas mulheres com idades entre 18 e 24 anos. Todas morreram após terem sido atingidas pelos disparos realizados durante a madrugada de hoje, por volta das 4 horas da manhã, realizados por dois desconhecidos na boate chamada After Office, recentemente inaugurado, de acordo com informações da Divisão Regional de Homicídios do Paraguai .

Além dos quatro mortos, outras seis pessoas – tanto de nacionalidade brasileira quanto paraguaia – com idades entre 17 e 28 anos estão feridas. Elas foram encaminhadas para hospitais de Pedro Juan Caballero.

Leia também: Genro de Trump confirma reuniões com russos em campanha, mas nega conspiração

Segundo informações de testemunhas, os agressores estavam armados de fuzis automáticos e pistolas de nove milímetros, mas esta informação ainda está sob investigação da polícia local. Os dois homens ainda teriam chegado ao bar em um carro branco e, assim, disparado por cerca de 20 segundos contra as vítimas. 

Leia também: Inundações já mataram 50 pessoas e afetaram cerca de 2 milhões na Índia

A imprensa do Paraguai não descarta a possibilidade de ter sido um incidente ligado a um ajuste de contas entre o PCC e um grupo rival. Segundo o site “Vanguardia”, as vítimas seriam Sabrina Martins dos Santos, de 24 anos, Gabriele Antonelu De Oliveira Brasilera, de 18 anos, e Felipe Alves, conhecido como “Fillote”. Outro homem de 30 anos não foi identificado. Ainda de acordo com o mesmo veículo, os disparos foram realizados de maneira direta a dois casais presentes no bar atacado.

Leia também: Carro-bomba se choca com microônibus em Cabul e deixa mais de 30 mortos

 *Com informações da Agência Brasil, La Razón, Vanguardia e Adn Digital

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2017-07-24/paraguai-tiroteio.html