A renúncia de Sean Spicer acontece após o anúncio de Anthony Scaramucci, empresário de Nova York e financiador da campanha republicana em 2016, para o cargo de diretor de comunicação da Casa Branca; entenda o caso

Sean Spicer era a pessoa encarregada no planejamento de estratégia de comunicação do governo de Donald Trump
Reprodução/Twitter Sean Spicer
Sean Spicer era a pessoa encarregada no planejamento de estratégia de comunicação do governo de Donald Trump

O Secretário de Imprensa dos Estados Unidos, Sean Spicer , renunciou ao cargo na manhã desta sexta-feira (21), depois de seis meses sendo porta-voz de Donald Trump e seu governo cheio de controvérsias.

Leia também: Protestos na Venezuela acumulam mais de 100 mortos em quatro meses

Em sua página do Twitter, Spicer afirmou que “foi uma honra e um privilégio servir a Donald Trump e ao país maravilhoso”. Ainda na mensagem, ele afirmou que irá continuar seus serviços até agosto.

A renúncia de Sean Spicer acontece depois do anúncio de Anthony Scaramucci, empresário de Nova York e financiador da campanha republicana em 2016, para o cargo de diretor de comunicação da Casa Branca – ao que o porta-voz do governo havia se oposto veementemente. A decisão ainda acontece mesmo com o pedido do presidente norte-americano de que continuasse em seu cargo, segundo informações da “CNN”.

Com a demissão de Spicer, chega ao fim um dos casos mais tumultuados para um secretário de imprensa, que foi perdendo seu poder, pouco a pouco, não só como porta-voz do governo como também como diretor de comunicação, cargo que acumulou grande parte dos seis meses, desde que Trump tomou o poder.

Leia também: Vídeo flagra momento em que terremoto interrompe aniversário na Turquia; assista

Desse modo, ele administrava as responsabilidades de ambos os cargos, supervisionando as respostas da Casa Branca em meio a um diluvio de controvérsias, particularmente no que se refere à ampliação da investigação federal sobre possíveis laços entre os associados da campanha republicana e funcionários russos (entre eles, o próprio filho primogênito do então candidato).

 O chefe de gabinete da Casa Branca Reince Priebus apresentou Scaramucci como o novo diretor de comunicação com bastante apoio, de acordo com uma fonte interna. Ainda segundo o informante à “CNN”, Spicer e Scaramucci estavam prestes a fazer um grande trabalho – que ajudaria na transição dos cargos; porém, a presença do novo diretor da área parece não ter agradado Spicer, apesar de ter ajudado em relação às atividades exigidas no cargo.

Assim, segundo dois oficiais do gabinete contaram ao canal, todos ficaram bastante chocados com a renúncia anunciada nesta sexta.

Leia também: Terremoto mata dois turistas na Grécia e causa destruição na Turquia

Sean Spicer era a pessoa encarregada no planejamento de estratégia de comunicação do governo republicano e, assim, conversava, quase diariamente, com a imprensa em Washington . Uma das passagens mais polêmicas do agora ex-secretário de Imprensa dos Estados Unidos foi em relação à posse de Trump, sobre a qual Spicer foi duramente criticado por sustentar que o número de pessoas presentes era o maior já registrado na história, mesmo com estatísticas e fotos que contestavam a afirmação.

Donald Trump não fez nenhum comentário em suas redes sociais sobre a renúncia de seu porta-voz. 

    Leia tudo sobre: Donald Trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.