Atropelamento próximo a mesquita está sendo tratado como um atentado terrorista pelas autoridades londrinas; alvo do ataque eram os muçulmanos

Grupo terrorista Estado Islâmico promete vingança após atentado cujos alvos eram os muçulmanos em Londres
Reprodução/CNN
Grupo terrorista Estado Islâmico promete vingança após atentado cujos alvos eram os muçulmanos em Londres

Em resposta ao atentado terrorista contra muçulmanos em uma mesquita de Londres, no Reino Unido, na madrugada desta segunda-feira (19), o grupo terrorista formado por muçulmanos extremistas Estado Islâmico já fala em 'vingança'.

Leia também: Veja tudo sobre o Estado Islâmico no iG

Nas redes sociais, o Estado Islâmico anunciou que seus seguidores devem "começar a guerra santa" na Inglaterra. 

Em um ataque ocorrido às 0h20 no horário local (20h20, no horário de Brasília), uma van atropelou dezenas de pessoas, na capital britânica, deixando uma pessoa morta e outros dez feridos. 

Na manhã desta segunda, a polícia de Londres e a primeira-ministra Theresa May anunciaram que passaram a tratar o episódio como um atentado terrorista xenofóbico , já que o alvos eram muçulmanos, perto de uma mesquita no norte da cidade.

De acordo com as investigações, o ataque dessa madrugada teria sido cometido como uma ação de retaliação aos recentes atentados cometidos por islâmicos e simpatizantes do grupo terrorista no país. 

O último ocorreu no dia 3 de junho, na London Bridge e no Borough Market. Apenas 12 dias antes, um terrorista detonou uma bomba durante o show da cantora Ariana Grande em Manchester.

'Também é terrorismo'

De acordo com fontes locais, o agressor que atropelou os muçulmanos na mesquita de Finnsbury Park é um homem "branco, sem barba", de 48 anos, que já está preso.

A mesquita próxima ao local do incidente estava com fiéis que praticam o Ramadã, o mês sagrado que determina uma série de sacrifícios e rituais específicos como jejum e rezas. A última reza foi por volta da meia-noite.

Segundo a BBC , uma testemunha que mora na região disse que muitas pessoas gritavam após a van atingir as vítimas e que a van da cor branca estava parada ao lado da mesquita. Outras testemunhas do atropelamento descreveram que o suposto autor gritou que iria "matar todos os muçulmanos".

"Isso também é terrorismo", disse o líder da mesquita , Mohammed Kozvar. "É um ataque terrorista, assim como os de Manchester, em Westminster e na London Bridge", comentou.

A primeira-ministra britânica afirmou que esse é "um incidente terrível" e que "seus pensamentos e orações estão com todas as vítimas, com a polícia e com as equipes de resgate". "As investigações serão conduzidas sobre a denúncia de um potencial ataque terrorista", confirmou a premier.

Leia também: Atentado em shopping de Bogotá, na Colômbia, tem três mortos e 11 feridos

O Estado Islâmico havia reivindicado todos os demais atentados ocorridos recentemente na capital londrina. 

* Com informações da Agência Ansa.

    Leia tudo sobre: estado islâmico
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.