Vítima foi encontrada no quarto do motel, no norte da Itália, com sinais de espancamento e lesões na região cervical; agressor é um romeno de 30 anos

Funcionários do Airport Motel, em Lonate Pozzolo, na Itália, socorreram brasileira
Divulgação/Airport Motel
Funcionários do Airport Motel, em Lonate Pozzolo, na Itália, socorreram brasileira

Uma brasileira de 25 anos escapou com vida após seu ex-namorado, identificado apenas como um romeno de 30 anos de idade, tentar enforcá-la com um cinto em um motel no norte da Itália.

Leia também: O dono de motel que espionou a vida sexual de seus hóspedes por décadas

De acordo com o portal de notícias local Notizie , a vítima apresentava marcas de agressões e sinais de enforcamento na região do pescoço quando foi encontrada no motel Airport, onde o casal ficou hospedado. O estabelecimento fica em Lonate Pozzolo, na província de Varese, que fica a cerca de 60 quilômetros de Milão.

A brasileira (que não teve a identidade revelada) e o romeno teriam discutido em um dos quartos do local e os funcionários acionaram a polícia devido aos gritos da mulher. Quando as autoridades chegaram lá, o agressor havia fugido, mas acabou encontrado e preso em uma floresta próxima.

A brasileira relatou aos policiais que havia sido espancada e foi socorrida ao hospital Gallarate (que fica na mesma região), onde foi constatada lesão na região cervical – fruto da tentativa de enforcamento. Ela passará cinco dias internada.

Preso, o agressor já era alvo de um mandado de prisão emitido pelo tribunal de Lecco e ainda poderá ser alvo de denúncia com "sérias acusações" contra ele, segundo informou o promotor de Busto Arsizio (em Varese) ao portal Notizie .

Leia também: Suspeito de matar namorada em motel é preso no velório da vítima

Violência contra a mulher na Itália

De acordo com o mesmo portal italiano, ao menos 120 casos de tentativa de homicídio contra mulheres foram registrados no ano passado no país europeu. Já em 2017, pelo menos 20 mulheres foram mortas pelas mãos de seus cônjuges ou ex-parceiros (média de uma vítima a cada três dias). Cerca de 70% dos casos de agressão contra a mulher no país têm como autor um integrante do grupo familiar da vítima.

Antes do caso da brasileira no motel em Varese, já havia sido registradas neste mês quatro vítimas na Itália, sendo que em um dos crimes uma moça de 20 anos de idade acabou esfaqueada pelo namorado, que alegou sentir ciúmes da então companheira.

Leia também: Falso médico é preso na Austrália após arrancar o testículo de um homem

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.