Pontífice tem sua primeiro viagem ao Oriente Médio marcada para o próximo dia 28 e pediu orações; Temer usou o Twitter para repudiar o fato

Durante a missa de Domingo de Ramos, na Praça São Pedro, no Vaticano, o papa Francisco condenou os atentados em duas igrejas coptas (uma vertente do cristianismo), ocorridos neste domingo (9) no Egito. Segundo a rádio Vaticano, o papa manifestou seu pesar pelas vítimas do ataque, que teve autoria reivindicada pelo grupo extremista Estado Islâmico.

Leia também: Tensão na Noruega: Polícia de Oslo explode artefato "similar a uma bomba"

Papa Francisco pede oração às vítimas dos ataques no Egito
Matt Campbell/Lusa - 25.9.2015
Papa Francisco pede oração às vítimas dos ataques no Egito


“Rezo pelos mortos e feridos. Estou próximo aos familiares e a toda comunidade. Que o Senhor converta o coração das pessoas que semeiam terror, violência e morte e também o coração daqueles que fazem e traficam armas”, clamou o pontífice ao falar sobre o ocorrido no Egito .

O ataque acontece 20 dias antes da visita do Papa Francisco, que planeja ir ao Egito nos dias 28 e 29 deste mês, sendo essa a sua primeira viagem ao Oriente Médio.

O presidente da República, Michel Temer, usou a sua conta do Twitter para se pronunciar sobre o atentado no Egito. “Recebi com profunda tristeza a notícia do atentado contra igrejas cristãs coptas no Egito, no Domingo de Ramos”, disse em mensagem.

Leia também: Após críticas sobre Síria, EUA enviam porta-aviões para península norte-coreana

Em outro post, após o Estado Islâmico assumir a autoria dos dois atentados, Temer repudiou o ocorrido. “Repudiamos toda forma de intolerância religiosa e de extremismo violento. Nossa solidariedade às vítimas e seus familiares”.

O Itamaraty também se pronunciou, porém por meio de nota oficial.  “Ao expressar suas condolências às famílias das vítimas, seus votos de plena recuperação aos feridos e sua solidariedade com o povo e o governo do Egito, o Brasil reitera sua condenação a todo e qualquer ato de terrorismo, independentemente de sua motivação”.

Vítimas

De acordo com o último balanço divulgado pelas autoridades locais, pelo menos 36 pessoas morreram e 74 ficaram feridas após as duas explosões, que ocorreram nas cidades de Tanta e Alexandria.

As bombas foram detonadas durante a celebração de missas em comemoração ao Domingo de Ramos, ocasião que marca o início da Semana Santa aos cristãos nas igrejas de Mar Guergues em Tanta e na igreja de São Marcos, em Alexandria, no Egito. 

*Com informações da Agência Brasil

Leia também: Igrejas cristãs são atacadas no Egito; Estado Islâmico assume atentado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.