Guerra na Síria já dura seis anos e provocou mais de 470 mil mortes e grande onda migratória; apoio a Bashar al-Assad põe Rússia e EUA em lados opostos

Conflitos na Síria foram iniciados em 2011, após protestos contra Bashar al-Assad terminarem de forma violenta
Civil Defense Idlib/ Fotos Públicas - 29.7.16
Conflitos na Síria foram iniciados em 2011, após protestos contra Bashar al-Assad terminarem de forma violenta

O bombardeio promovido pelos Estados Unidos na noite desta quinta-feira  (6) na Síria abre um capítulo completamente novo e desconhecido em uma guerra que já perdura seis anos no país do Oriente Médio.

A bem da verdade, a paz já não encontra um sentido pleno no território sírio há muito mais tempo, pois o país vive uma tensão constante com Israel desde 1948. Mas o atual conflito armado que já deixou mais de 470 mil mortos na Síria teve início em 2011, quando surgiram grandes protestos contra o regime do presidente Bashar al-Assad – que tratou de reprimir ferozmente esse levante.

Leia também: Saiba quais países apoiam e quais repudiam o ataque dos EUA à Síria

Também não é novo o fato de os Estados Unidos intervirem na guerra síria em lado oposto ao de Assad, uma vez que os americanos já vinham atuando em favor dos grupos rebeldes que tentam destituir o presidente sírio.

O bombardeio americano à base militar de Shayrat nesta quinta-feira significou uma retaliação do regime de Donald Trump ao ataque químico promovido pelo governo sírio em Idlib na última terça-feira  (4). Na ocasião, mais de 80 pessoas morreram, entre elas 30 crianças, vítimas de um ataque aéreo ministrado com uma substância tóxica proibida em tratados internacionais.

O gesto do governo Trump provocou reação imediata da comunidade internacional, recebendo o apoio de líderes da União Europeia e de Israel, mas sendo condenado pela Rússia, Irã e China.

O conselheiro político de Bashar al-Assad, Buthayna Shaaban, afirmou nesta sexta-feira (7) que a Síria e seus aliados "responderão de maneira apropriada" ao bombardeio dos Estados Unidos contra a base militar de Shayrat.

Entenda abaixo quem luta contra quem e como a guerra na Síria evoluiu até o novo e desconhecido estágio inaugurado pelo bombardeio americano.


    Leia tudo sobre: Donald Trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.