Assim como Hillary, vice de Trump usou email pessoal para assuntos oficiais

Caso é similar ao da democrata, que teve sua campanha presidencial nos EUA prejudicada exatamente por isso; Mike Pence criticou Clinton diversas vezes
Foto: Reprodução/Facebook
Hillary Clinton e Donald Trump disputaram pela presidência dos EUA nas últimas eleições; Mike Pence é o vice do magnata

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, usou seu email pessoal para tratar de assuntos políticos enquanto cumpria mandato no governo do estado de Indiana.

Leia também: FBI será investigado por conduta no caso dos emails de Hillary Clinton

A informação foi revelada nesta quinta-feira (2) pelo jornal Indianapolis Star  e confirmada pelo escritório de Pence. "Assim como governadores anteriores, durante seu período como governador de Indiana, Mike Pence manteve uma conta de email estatal e outra pessoal", afirmou em nota o gabinete.

"Como governador, Pence cumpriu totalmente a lei de Indiana sobre o uso e a conservação de emails", acrescentou a nota. Segundo a publicação, a lei do estado não impede os dirigentes públicos de ter um email privado, mas prevê que todos os atos ligados aos assuntos de governo sejam conservados e disponibilizados para fins públicos.

Pence usou seu email privado pelo servidor da Aol para resolver questões sensíveis e de segurança interna. Além disso, de acordo com o jornal, a conta foi hackeada no ano passado. Os contatos do ex-governador receberam um email falso dizendo que ele e sua esposa estavam presos nas Filipinas.

Leia também: Campanha de Hillary Clinton acusa FBI de usar 'dois pesos e duas medidas'

Aproximadamente 30 páginas de emails privados foram divulgados. No entanto, outros são mantidos em sigilo por serem considerados confidenciais. Em um dos documentos, consta uma mensagem em que Pence envia uma atualização do FBI sobre a prisão de suspeitos de terrorismo.

Queimando a língua

O caso é similar ao da democrata Hillary Clinton, que teve sua campanha à presidência dos Estados Unidos afetada por diversas vezes por também ter usado um email de um servidor privado para resolver assuntos de governo enquanto era secretária de Estado da administração de Barack Obama.

Leia também: Hillary diz que Putin tem "problema pessoal" com ela e o culpa pela sua derrota

Na ocasião, o próprio magnata usou o caso como uma forma de combater a adversária, favorita em todas as pesquisas, inclusive chegou a pedir a prisão de Hillary, que foi investigada pelo FBI. Assim como Mike Pence, que também a criticou diversas vezes.

* Com informações da Agência Ansa.

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2017-03-03/mike-pence.html