Desconfiado de traição, homem descobre que esposa armava esquema de pedofilia

Britânico achou mensagens no celular em que sua mulher combinava estupro e abuso sexual da filha de 7 anos com agressor; os dois estão sendo julgados
Foto: Creative Commons
O julgamento do caso está em andamento na corte de Cardiff, mas a mãe e o pedófilo negam todas as denúncias

Depois de desconfiar que sua esposa estava o traindo, um britânico decidiu pegar o celular da mulher e ver as mensagens. Entretanto, o que ele descobriu foi uma traição ainda maior, além de ser um crime: ela estava organizando um esquema de pedofilia contra a filha de sete anos. 

LEIA TAMBÉM:  Um em cada três brasileiros culpa mulheres pelo estupro, mostra pesquisa

O esquema era combinado via celular com um suposto pedófilo chamado Stuart Bailey, de 54 anos. Ele e a mulher planejavam o abuso sexual à garota e discutiam como aconteceria o crime de  pedofilia  por meio de mensagens de texto e ligações. O agressor pedia que a mãe “ajeitasse” sua filha com maquiagem, além de exigir que fosse liberado tudo "o que quisesse fazer com ela".

Nas mensagens, os dois criminosos usavam “R” para representar a palavra “rape” (estupro em inglês). Em algumas, dizia “eu posso R ela”, “vamos abusar dela” e “o que ela está vestindo? Ela está com o uniforme da escola?”.  A mulher chegou a mandar uma foto de sua filha nua para o agressor e a comprar remédios para dormir, como ele havia sugerido, para dar à menina.

LEIA TAMBÉM:  Brasileira sofre estupro coletivo em Roma

O marido da mulher e pai da criança descreveu as mensagens como "horrendas" e disse não ter tido coragem de ler até o final. Aterrorizado, levou o caso à corte de Cardiff, no País de Gales, onde o processo ainda está em andamento.

Stuart Bailey e a mulher, que não pode ser identificada, negam as denúncias. Em sua defesa, a mãe da menina diz que "tinha medo e se sentia intimidada por Bailey", mas que não deixaria o abuso acontecer de fato.

Pedofilia em Gales

Outro julgamento chocante de pedofilia aconteceu no País de Gales recentemente. Na última quarta-feira (14) o aposentado de 93 anos, Jack Beales, foi preso por pedofilia cometida na década de 1970. Condenado a uma sentença de 14 anos, o homem provavelmente morrerá encarcerado.

A sentença foi dada porque o homem não demonstra remorso por ter arruinado a infância da vítima, que hoje está na faixa dos 30 anos. Os abusos se iniciaram quando ela tinha seis anos e duraram quase uma década, incluindo estupro e outras agressões sexuais.

LEIA TAMBÉM:  Pedófilo de 101 anos é condenado a 13 de prisão no Reino Unido

Além da violência física, ele abusava da garota psicologicamente, dizendo que se o caso fosse exposto um dia, ela seria presa. A vítima confrontou seu agressor em frente a sua esposa anos depois.

Beales admitiu abuso, mas não estupro. Em sua defesa, alegou que “isso era o que homens faziam” e que estava “dando prazer a ela”.  Além da sentença de 14 anos de prisão, Jack Beales será para sempre registrado como agressor sexual por pedofilia.

*Com informações do "The Mirror", "The Sun" e "Wales online". 

Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2016-12-20/mulher-planeja-pedofilia-com-a-filha.html