Pedófilo de 101 anos é condenado a 13 de prisão no Reino Unido

As vítimas identificaram seu agressor depois de encontrar no Facebook posts em homenagem ao centésimo aniversário do homem e levaram o caso a júri
Foto: Reprodução/ Polícia de Birmingham
Aos 101 anos, Ralph Clarke foi condenado a 13 anos de prisão por crimes sexuais cometidos nas décadas de 1970 e 198

Um pedófilo de 101 anos deve morrer na cadeia após ser sentenciado a 13 anos de prisão por crimes sexuais cometidos contra três vítimas nas décadas de 1970 e 1980. As vítimas, hoje adultas, identificaram Ralph Clarke como seu agressor depois de encontrar posts no Facebook em comemoração ao seu centésimo aniversário.

MAIS EM:  Casal é condenado por torturar e abusar sexualmente da própria filha por 15 anos

De acordo com o portal britânico Mirror , o homem, que é um motorista de caminhão aposentado, possivelmente é também a pessoa mais velha a ser condenada por um júri na Grã-Bretanha. A pena do pedófilo teve início nessa segunda-feira (19), quando foi preso.

Duas das vítimas de Clarke são duas mulheres que, na época, eram garotas com quatro e 13 anos de idade. Os crimes aconteceram em sua casa, na cabine de seu caminhão e em um abrigo no seu quintal. Uma das garotas, inclusive, teria sido subornada com moedas para doces, por ter resistido às abordagens do criminoso.

MAIS EM:  Ex-jogador relata caso de violência e diz ter sofrido abuso entre 50 e 100 vezes

A investigação policial revelou que a terceira vítima era um garoto. A investigação policial revelou que houve uma terceira vítima, um garoto.  “É preciso lembrar não só que o réu tem 101 anos, mas que quando ele fez essas coisas ele era um homem jovem e forte e as vítimas eram crianças”, disse a promotora ao júri.

Confissão e julgamento

O agressor, que nasceu durante a Primeira Guerra Mundial, assumiu responsabilidade pelos crimes de estupro, atentado violento ao pudor e tentativa de assédio sexual contra o garoto, mas negou 22 denúncias de estupro e atentado violento ao pudor contra as meninas.

O homem alegou que as garotas – que hoje são mulheres na faixa dos 40 anos – são mentirosas. Por fim, ele foi declarado culpado pelo júri por todas as denúncias com a exceção de uma. Além da sentença à prisão, Ralph Clarke será registrado permanentemente como agressor sexual.

“Você se apresenta como um homem velho e frágil, entretanto, o que foi simples de se ver é que apesar de suas declarações de culpa você não apresenta qualquer remorso”, disse o juiz a ele durante o julgamento.

MAIS EM:  Mutilação genital tem efeitos semelhantes a abuso sexual, diz OMS

“Ele submeteu três crianças pequenas – que tinham entre quatro e 13 anos na época – a abusos indizíveis durante muitos anos”, disse a detetive da unidade de ofensas sexuais históricas. “Ele se aproveitou da vulnerabilidade deles e eles conviveram com as cicatrizes emocionais e psicológicas desse abuso por décadas”, completou.

Apesar de o réu ter admitido ser pedófilo, muitas pessoas questionaram o interesse público em levar um homem de 101 à corte.  De acordo com o portal britânico  as autoridades acreditam que esse caso deve servir de exemplo para mostrar que nunca é tarde demais para crimes sexuais serem julgados, mesmo que o abuso tenha ocorrido décadas atrás.

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2016-12-19/pedofilo-de-101-e-preso-na-gra-bretanha.html